Bauru

Internacional

Mais grãos da Ucrânia à venda

Saída dos primeiros carregamentos após guerra aumentam confiança do comércio internacional; país colhe nova safra

06/08/2022 - 05h00

Reuters/Alexsander Kubrakov

Até agora o que está sendo entregue é a carga já negociada antes da invasão russa à Ucrânia

Hamburgo - Comerciantes internacionais começaram a oferecer mais grãos de origem ucraniana para venda, já que as notícias do primeiro carregamento do país desde a invasão da Rússia aumentaram a confiança em um acordo para desbloquear as exportações de seus portos marítimos.

Os preços foram descontados, com cerca de 20 milhões de toneladas de grãos das safras do ano passado ainda presos no país. Os esforços diplomáticos se concentraram em encontrar uma maneira de transportar cerca de 1,5 milhão de toneladas de grãos carregados em navios ou armazenados em portos e outros milhões em silos em todo o país, além de grandes volumes da colheita em andamento.

O acordo de 22 de julho intermediado pelas Nações Unidas e a Turquia abriu caminho para a retomada dos embarques de grãos da Ucrânia depois que agências da ONU alertaram que uma crescente crise alimentar global levaria à fome e à migração em massa em uma escala sem precedentes.

"Acho que há mais otimismo crescendo, especialmente com a notícia de que o primeiro navio vazio está indo para a Ucrânia para pegar carga", disse um comerciante europeu.

Comerciantes disseram que as ofertas incluem uma remessa de 50.000 toneladas de trigo ucraniano com 11,5% de proteína para embarque em agosto, a 310 dólares a tonelada (FOB), e outra remessa de 30.000 toneladas para carregamento em um dos portos seguros do corredor a 320 dólares a tonelada (FOB).

Ler matéria completa

×