Bauru e grande região

Nacional

Procuradoria vai à Justiça contra Eduardo embaixador

por Estadão Conteúdo

13/08/2019 - 06h00

Amanda Perobelli/Reuters

Eduardo Bolsonaro na Fiesp: vai ajudar acordos comerciais

São Paulo - O Ministério Público Federal no Distrito Federal ajuizou ação civil pública para que a União seja obrigada a observar uma série de critérios em indicações a cargos de embaixador que recaiam em escolhidos de fora da carreira diplomática. A ação, distribuída para a 16ª Vara Federal em Brasília, se dá em meio à possível indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, à Embaixada do Brasil nos EUA. A Procuradoria pediu ainda que o governo seja obrigado a revogar ou sustar trâmites praticados "em desconformidade com tais determinações".

Na manhã desta segunda (12), a juíza Flávia de Macêdo Nolasco deu prazo de dez dias para a Procuradoria se manifestar sobre certas considerações do juízo.

FIESP

O filho do presidente esteve ontem em São Paulo para um evento na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. Segundo o site da rádio CBN, Eduardo Bolsonaro pediu ajuda de diretores da Fiesp para ser aceito como embaixador nos EUA. 

Nesta segunda-feira (12) o deputado federal pediu para que o grupo fale aos senadores que a abertura que ele tem na Casa Branca vai acelerar 'e muito' acordos comerciais com o Brasil.

Ler matéria completa