Bauru e grande região

Nacional

Brasileiro Nobel da Paz morre de coronavírus

por Estadão Conteúdo

21/03/2020 - 06h00

O especialista em bioenergia Sérgio Campos Trindade morreu ontem, aos 79 anos, em Nova York, por causa de complicações associadas ao coronavírus. A morte foi informada pela Agência Fapesp e por familiares de Trindade nas redes sociais.

O engenheiro químico recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 2007, com integrantes do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), pelo trabalho para a preservação do meio ambiente e pela divulgação do conhecimento sobre mudanças climáticas. O brasileiro era um especialista em energia renovável e consultor em negócios sustentáveis. Trindade era membro do Comitê Científico para Problemas do Ambiente (Scope, na sigla em inglês), agência vinculada à Unesco.

"Tio Sérgio sempre foi uma referência na família. Uma inspiração e um ponto de contato. Somos muitos 'Arrudas' espalhados pelo mundo, mas sempre tivemos na sua casa e de tia Helena Arruda Trindade, próxima a Nova York, um ponto de acolhimento garantido. Encontrá-lo era sempre certeza de escutar novidades", conta o jornalista Felipe Arruda Mortara sobrinho-neto de Trindade.

"Quando ele começava a contar sobre suas pesquisas e palestras, se entusiasmava. Era um viajante apaixonado e adorava falar dos países que conhecia. Já manifestava preocupação com as mudanças climáticas há mais de uma década, quando ainda era algo muito abstrato para todos. Aliás, soava quase como uma loucura dizer que um parente seu era ganhador de um Prêmio Nobel da Paz. Afinal, sempre disseram que o Brasil nunca teve um Nobel", afirmou.

Ler matéria completa