Bauru e grande região

 
Economia & Negócios

Contas públicas fecham junho com déficit

Saldo negativo de R$ 194,7 bilhões é recorde; em junho de 2019, o déficit primário ficou em R$ 11,8 bilhões

por Agência Brasil

31/07/2020 - 05h00

Reprodução

Adiamento no pagamento de impostos contribuiu para reduzir as receitas em R$ 20,4 bilhões

Brasília - As contas públicas fecharam o mês de junho com saldo negativo de R$ 194,7 bilhões, informou nesta quinta-feira (30), em Brasília, o Tesouro Nacional. O recorde no déficit primário, despesas maiores que as receitas, sem considerar no cálculo os gastos com juros, do governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) é explicado pelos efeitos da pandemia de Covid-19 na economia. Em junho de 2019, o déficit primário ficou em R$ 11,8 bilhões.

"Assim como no mês anterior, o déficit de junho é explicado, principalmente, pela redução significativa na arrecadação, combinada com o aumento nas despesas do Poder Executivo decorrentes de medidas de combate à crise da covid-19, bem como da antecipação do pagamento do 13º de aposentados e pensionistas do Regime Geral da Previdência Social e pagamento acumulado dos precatórios", diz o relatório o Tesouro Nacional.

No mês passado, em termos reais (descontada a inflação), a receita líquida apresentou queda de R$ 29,3 bilhões (-31%), enquanto a despesa total aumentou R$ 153,4 bilhões ( 144%), quando comparados a junho de 2019.

O adiamento no pagamento de impostos contribuiu para reduzir as receitas em R$ 20,4 bilhões. Também contribui para reduzir as receitas a retração na atividade econômica.

Ler matéria completa