Bauru e grande região

Nacional

Vacina para o setor privado desagrada à maioria da população

por Estadão Conteúdo

11/04/2021 - 05h00

Com a aprovação pela Câmara dos Deputados de uma mudança na lei para permitir que empresários comprem vacinas contra a Covid-19 que não tenham aval da Anvisa, o Brasil caminha em direção a uma pequena lista de países que abriram mão da estratégia de imunização oferecida exclusivamente pela rede pública. A alteração, que ainda precisa ser aprovada pelo Senado, é vista com apreensão pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), porque poderia favorecer desigualdades. Também vai na contramão da vontade de boa parte da população mundial.

Segundo uma pesquisa feita em 13 países pela Universidade de Oxford e mais dez instituições, a maioria das pessoas acredita que a vacinação contra o coronavírus deva ser feita apenas por governos. A abertura do serviço às clínicas particulares foi contestada por pelo menos dois terços da população de cada país. O levantamento envolveu 18 pesquisadores que entrevistaram 15,5 mil adultos de 13 países dos cinco continentes, incluindo o Brasil.

Apesar de a maior parte da população de países de baixa e média renda acreditar que a responsabilidade da vacinação deve ser do governo, essas pessoas estão mais dispostas a pagar para ter acesso mais rápido ao imunizante.

Ler matéria completa