Bauru

Nacional

Vacina brasileira é aplicada pela primeira vez

Noventa voluntários começaram a ser imunizados ontem, em Salvador (BA)

por Agência Brasil

14/01/2022 - 05h00

Myke Sena/Ministério da Saúde

O técnico em segurança Wenderson do Nascimento Souza, 34 anos, foi o primeiro a receber

Salvador - A vacina brasileira contra a covid-19 inicou ontem o primeiro estudo clínico que aplicará o imunizante em 90 voluntários com idades entre 18 e 55 anos de idade. A fase 1 do estudo escolherá, de forma randomizada, a dose mais segura e o regime de dose que estimula resposta durável de anticorpos que neutralizam o organismo contra o novo coronavírus. "Vamos agora medir a resposta imunológica específica e avaliar a imunidade celular dos participantes", explicou o médico infectologista Roberto Badaró, responsável pela pesquisa e pelo desenvolvimento da vacina, em cerimônia ocorrida na sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em Salvador.

A expectativa do pesquisador é de que a primeira fase do estudo seja concluída em três meses, e que, se tudo der certo, em um ano ou pouco mais a vacina já esteja disponível. 

Na fase 2, que terá a participação de 400 voluntários, será testada a eficiência da vacina; e a fase 3 é a da administração em larga escala.

PRIMEIRA APLICAÇÃO

O primeiro a receber a dose da vacina brasileira foi o técnico de segurança patrimonial Wenderson Nascimento Souza, de 34 anos. A aplicação do imunizante foi feita pelo secretário de Pesquisa e Formação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcelo Morales.

Ler matéria completa

×