Bauru

Nacional

Morre a atriz Françoise Forton, de 'Explode Coração' e 'Estúpido Cupido', aos 64

A atriz esteve em Bauru em 2019, quando ministrou oficina de teatro durante 4 dias. Era muito amiga do advogado bauruense Leandro Lopes

por Folhapress

16/01/2022 - 18h35

Samantha Ciuffa

Lançamento do churros "Cupido", em homenagem à Françoise Forton, no Oba-Oba, em 2018. Na foto, Françoise Forton e Leandro Lopes, na Praça da Paz

A atriz Françoise Forton morreu neste domingo (16) no Rio de Janeiro, aos 64 anos, em decorrência de um câncer. A informação foi confirmada por seu empresário, Marcus Montenegro, em rede social.

Forton ficou conhecida por atuar em novelas como "Estúpido Cupido", "Explode Coração" e "Por Amor", na TV Globo. Seu último trabalho na televisão foi na Record, em 2019, em "Amor sem Igual".

A atriz esteve em Bauru em 2019, quando ministrou oficina de teatro durante 4 dias. Era muito amiga do advogado bauruense Leandro Lopes, corregedor da Prefeitura Municipal. Um ano antes, em 2018, em uma de suas visitas ao amigo, em Bauru, ela experimentou o churro que leva seu nome, no conhecido 'Oba-Oba', que fica na Praça da Paz e é de propriedade da família de Leandro.

Filha de um francês e uma brasileira, Forton nasceu no Rio de Janeiro e ganhou seu primeiro papel de destaque em 1974, na novela "Fogo sobre Terra". Estourou de vez como a protagonista de "Estúpido Cupido", dois anos depois, interpretando uma jovem que buscava sair de sua cidadezinha para se tornar miss.

Depois de um período afastada da TV, se consagrou interpretando vilãs como a Helena de "Tieta", a Caroline de "Perigosas Peruas" e a Eugênia de "Explode Coração".

Também teve papéis em novelas de destaque como "Meu Bem Meu Mal", "O Clone", "Quatro por Quatro", "Amor à Vida" e "I Love Paraisópolis". No teatro, se dedicou a peças românticas como "Nós Sempre Teremos Paris" e "Um Amor de Vinil". No cinema, atuou em filmes como "Marcelo Zona Sul", de 1970, "Jardim de Alah", de 1988, e "Coração de Cowboy", de 2018.

Nas últimas décadas, assinou contratos com o SBT, onde atuou em tramas como "Os Ricos Também Choram", e com a Record, onde se despediu da televisão.

Forton já tinha tido um câncer de útero no final da década de 1980. Era casada com o produtor cultural Eduardo Barata e mãe do empresário Guilherme Viotti.

Ler matéria completa

×