Bauru

Nacional

Militar preso com cocaína na Espanha é expulso da FAB

Sargento fazia parte de comitiva do presidente e foi preso em junho de 2019

por FolhaPress

13/05/2022 - 05h00

Brasília - O sargento Manoel da Silva Rodrigues, detido na Espanha após ser pego com cocaína em uma comitiva do presidente Jair Bolsonaro (PL), foi excluído definitivamente dos quadros da FAB (Força Aérea Brasileira) nesta quinta-feira (12).

O militar brasileiro foi preso em junho de 2019 na cidade espanhola de Sevilha com 39 quilos da droga quando viajava como parte da tripulação de apoio ao presidente.

A expulsão do sargento é um desdobramento do processo aberto pela Justiça Militar para apurar as circunstâncias da apreensão da droga.

Em fevereiro, Rodrigues foi condenado pela Justiça Militar a 14 anos e 6 meses de prisão e multa. Ele já havia sido condenado na Espanha, onde continua detido, a seis anos de prisão.

"Ressalta-se que o tempo decorrido até a efetiva expulsão do sargento esteve condicionado ao cumprimento dos devidos trâmites administrativos de intimação do militar, que se encontra detido em outro país desde sua prisão em flagrante", disse a FAB em nota.

Ainda na nota, a FAB afirma que atua para "coibir irregularidades e que repudia condutas que não representam os valores, a dedicação e o trabalho do efetivo em prol do cumprimento de sua missão institucional".

Ler matéria completa

×