Bauru

Nacional

São 11 os candidatos ao Planalto

Data de convenções partidárias terminou ontem: número ainda pode crescer por causa de intervenção judicial no PROS

06/08/2022 - 05h00

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A maior disputa pelo Palácio do Planalto foi em 1989, quando foram 22 os presidenciáveis

Salvador - No último dia definido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para a realização de convenções partidárias e o registro de candidaturas, o União Brasil confirmou a senadora Soraya Thronicke (MS) como candidata do partido à presidência da República. O economista e ex-deputado federal Marcos Cintra foi escolhido como vice na chapa puro sangue da sigla.

A candidatura da senadora sul-mato-grossense ocorre após a desistência do presidente nacional do partido, deputado federal Luciano Bivar, de concorrer à uma vaga no Palácio do Planalto nas eleições deste ano. O político pretende permanecer na Câmara Federal. Como Bivar, Soraya defende o liberalismo econômico e um imposto federal único no País.

VICE DO PDT

Sem conseguir fechar aliança com outros partidos, o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, anunciou nesta sexta-feira (5) a vice-prefeita de Salvador (BA), Ana Paula Matos, como vice em sua chapa, no último dia para formalizar o nome que vai disputar ao seu lado as eleições de outubro. Ana Paula tem 44 anos e é servidora concursada da Petrobras. Ela iniciou a trajetória na gestão municipal como diretora-geral de Educação da Prefeitura de Salvador, em 2013.

REVIRAVOLTA JURÍDICA

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral Ricardo Lewandowski concedeu, nesta sexta-feira (5), liminar à ala do Pros (Partido Republicano da Ordem Social) que defende apoio a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o que representa a terceira reviravolta judicial na disputa de poder no partido em apenas cinco dias.

Com a decisão do ministro, que também integra o Supremo Tribunal Federal, Eurípedes Jr. volta ao comando da legenda, desbancando Marcus Holanda, que tenta emplacar a candidatura presidencial do coach motivacional Pablo Marçal. 

Independente desse resultado ficaram assim as disputas majoritárias:

1- Jair Bolsonaro (PL)

Foi eleito presidente da República em 2018, no segundo turno, com 57,8 milhões de votos, pelo PSL. Em novembro de 2019, Bolsonaro deixou o partido devido a desentendimentos com líderes da legenda e, após dois anos, filiou-se ao PL em novembro passado. Tem o ex-ministro da Defesa, Braga Netto como vice.

2- Lula (PT)

Governou o país entre 2003 e 2010 e, após obter vitórias em 20 processos judiciais, ficou livre para disputar a Presidência pela sexta vez. Lula é candidato Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB). Ele terá o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (MDB) como candidato a vice.

3-  Ciro Gomes (PDT)

Foi deputado federal, prefeito de Fortaleza e governador do Ceará. Ciro Gomes ocupou também os cargos de ministro da Fazenda, no governo Itamar Franco, e da Integração Nacional, no governo Lula. Já disputou outras três vezes. Vice: vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos do próprio partido.

4 - Eymael (DC)

Presidente do partido Democracia Cristã, Eymael, 82 anos, disputou a Presidência da República em cinco oportunidades. Foi duas vezes deputado federal em São Paulo.

5- Felipe d'Avila - NOVO

Formado em Ciência Política e com mestrado em Administração Pública, fundou o Centro de Lideranças Públicas, voltado às boas práticas de gestão. Ex-filiado ao PSDB, nunca exerceu cargo eletivo,

6- Simone Tebet - MDB 

Senadora em primeiro mandato, Simone Tebet, 51 anos, começou sua trajetória política em 2002, quando foi eleita deputada estadual no Mato Grosso do Sul. Tem a senadora Mara Gabrilli (PSDB) como candidata a vice.

7- Sofia Manzano (PCB)

Natural de São Paulo, é economista, doutora em História Econômica pela USP e militante do PCB desde os 17 anos. O jornalista Antônio Alves é o candidato a vice.

8- Soraya Thronicke

(União Brasil)

Vice-líder do governo no Congresso, Soraya Thronicke é senadora pelo Mato Grosso do Sul eleita pela primeira vez em 2018 pelo PSL.  Esta é a primeira eleição do União Brasil, partido fruto da fusão entre DEM e PSL. O vice será o economista Marcos Cintra.

9- Vera Lúcia (PSTU)

Vera Lúcia é socióloga e tem 55 anos. Natural de Inajá, no interior de Pernambuco, foi operária da indústria calçadista, onde teve início seu envolvimento com o movimento sindical. Em 2020, foi a primeira candidata negra à prefeitura de São Paulo. Sua companheira de chapa será outra mulher - a indígena Kunã Yporã (Raquel Tremembé), da etnia Tremembé, do Maranhão.

10- Roberto

Jefferson (PTB)

Roberto Jefferson, 69 anos, é advogado e natural de Petrópolis (RJ).  Seu primeiro mandato como deputado federal foi em 1983, emendando seis mandatos consecutivos. Kelmon Luís da Silva Souza, padre ortodoxo cristão e conservador será o candidato a vice-presidente.

11- Leonardo Péricles (UP)

Partido mais novo do Brasil, o Unidade Popular (UP) participará pela primeira vez da eleição à Presidência. Leonardo Péricles, 40 anos, morador de uma ocupação urbana em Belo Horizonte encabeça a chapa. A dentista Samara Martins foi oficializada pela sigla como vice na chapa.

Para o governo de São Paulo são oito confirmados

Agência Brasil

Tabuleiro pronto da corrida eleitoral para o futuro ocupante do Palácio dos Bandeirantes

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) definiu que a ex-primeira-dama Lúcia França (PSB) será sua candidata a vice na corrida pelo Governo de São Paulo. Lúcia é mulher do ex-governador Márcio França (PSB), que completa a chapa como candidato ao Senado. Haddad fez o anúncio pelas redes sociais e afirmou que pediu ao PSB a indicação de uma mulher.

"Depois de muitas tratativas com os seis partidos aliados em busca de uma mulher para compor a nossa chapa ao governo do estado, pedi ao PSB que indicasse o nome. A indicação me chegou e não poderia me dar maior satisfação: a educadora Lúcia França será a nossa vice", escreveu. A coligação do petista é formada por PT, PSB, PV, PC do B, Rede e PSOL.

CONHEÇA OS CANDIDATOS

1.Fernando Haddad (PT)

Fernando Haddad tem 59 anos, é professor de Ciência Política na USP e político filiado ao PT. Nascido na capital paulista, foi ministro da Educação no governo Lula, e, em 2012, foi eleito prefeito da cidade de São Paulo. Escolheu Lúcia França como candidata a vice.

2.Tarcísio de Freitas (

Republicanos)

Engenheiro civil e militar da reserva, Tarcísio Freitas, 47 anos, era ministro de Infraestrutura de Bolsonaro e deixou o cargo para ser candidato ao governo de São Paulo (SP) em 2022 pelo Republicanos. O ex-prefeito de São José dos Campos, Felício Ramuth (PSD), será candidato a vice na chapa.

3. Rodrigo Garcia (PSDB)

Era vice-governador de São Paulo e assumiu o comando do estado no início de abril de 2022 com a renúncia de João Doria. Foi deputado estadual por três mandatos, entre 1999 e 2010. O deputado federal Geninho Zuliani (UB-SP) será seu vice.

4. Altino Junior (PSTU)

Altino Junior é natural de São Luiz (MA). Formado em Matemática, trabalha no Metrô de São Paulo há 25 anos e é coordenador geral do Sindicato dos Metroviário. A candidata a vice-governadora da chapa é a Professora Flávia, professora da rede pública estadual e ativista da região da Brasilândia na capital.

5 Edson Dorta (PCO)

Edson Dorta, 50 anos, é servidor público federal. Nascido em Campinas (SP), Dorta iniciou a trajetória política como candidato a deputado federal pelo PCO, tendo como vice a funcionária pública Larissa Machado.

6 Gabriel Colombo (PCB)

Gabriel Colombo tem 31 anos e é formado em agronomia pela USP com mestrado em Ecologia Aplicada. Vive atualmente em Piracicaba, interior de São Paulo, e participa de movimento sociais por moradia e pela terra. Manoel Messias vai ser o vice na chapa.

7 Vinicius Poit (Novo)

Natural de São Bernardo do Campo (SP), Vinicius Poit, 36 anos, é deputado federal em primeiro mandato. Ele terá a guarda municipal da capital, Doris Alves, como vice.

8 Elvis Cezar (PDT)

Nascido em Carapicuíba (SP), Elvis Cezar, 46 anos, é formado em Direito e ex-prefeito de Santana de Parnaíba (SP).  A secretária-geral da Associação da Mulher Trabalhista (AMT), Gleides Sodré será sua vice.

 

Ler matéria completa

×