Bauru e grande região

Polícia

Acidente com membros da Academia Bauruense de Letras mata professor

João Batista Neto Chamadoira, da Unesp, não resiste aos ferimentos; outros três se ferem

por Paola Patriarca / Com Redação

24/01/2013 - 19h35

Um acidente entre um carro, uma carreta e um caminhão matou o professor João Batista Neto Chamadoira, da Unesp, na tarde desta quinta-feira (24-1). A colisão ocorreu na rodovia (Bauru-Iacanga), altura do trevo de Arealva.

O professor - que também era membro da Academia Bauruense de Letras - estava com outros três integrantes da instituição: Joaquim Simões Filho (vice-presidente), José Perea (diretor-tesoureiro) e Benedito Requena (membro). Os três se feriram, mas não correm riscos.

Simões foi para a Santa Casa de Arealva. Os outros dois foram levados ao PS Central de Bauru para encaminhamento de emergência.

No local, o carro tentava fazer o cruzamento no sentido Bauru quando foi atingido lateralmente pela carreta de Borborema. Com o impacto, o carro invadiu a pista contrária e bateu de frente em um caminhão de uma empresa de sorvetes com placas de Bauru.

Quioshi Goto

O carro foi atingido lateralmente pela carreta e, com a colisão, foi parar na frente do caminhão (foto acima)  que vinha na pista contrária

Motorista fala

O motorista da carreta, Carlos Alberto Alves Rodrigo, 47 anos, disse que estava em velocidade adequada para o trecho quando o carro iniciou o cruzamento. "Foi muito rápido e não deu tempo de parar. Se eu estivesse correndo, podia matar todo mundo", contou ao JC. Ele nada sofreu. O outro motorista, Silvio Ribeiro, 42, também escapou sem ferimentos.

A Polícia Rodoviária sinalizou o local, mas não houve interdição. O JC acompanha.

Arquivo/JC

João Batista Neto Chamadoira não resistiu aos ferimentos

 

Arquivo/JC

 

 

 

 

Os membros da Academia Bauruense de Letras Joaquim Simões Filho (vice-presidente), Benedito Requena (membro) e José Perea (diretor-tesoureiro)

 

 

Veja vídeo: