Bauru e grande região

Polícia

Motoristas de app: 8 roubos resolvidos em Bauru

Segundo a Polícia Civil, assaltos a condutores de aplicativos e taxistas foram praticados pelo mesmo homem entre junho e julho

por Tisa Moraes

07/08/2019 - 06h00

Polícia Civil/Divulgação

Segundo a polícia, Hosmany Tadeu Nonato confessou os assaltos

A Polícia Civil, através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bauru, esclareceu oito roubos a profissionais que trabalham com transporte por aplicativos e taxistas. Todos os crimes foram praticados entre junho e julho pela mesma pessoa, Hosmany Tadeu de Britto Nonato, 37 anos, preso na última quarta-feira (31) pela Polícia Militar (PM).

No dia 31 de julho, foram comunicados dois roubos a motoristas de aplicativo e ambos os veículos foram encontrados na região do bairro Ferradura Mirim, sendo um deles um Ônix. A DIG já investigava outros roubos com o mesmo modo de ação e possuía imagens do autor, gravadas por câmeras de monitoramento em Pederneiras e em comércios da região da rua Rafael Pereira Martini, no Jardim Redentor, onde outros dois carros foram abandonados.

Esta região de Bauru, inclusive, era onde o suspeito costumava pedir as corridas, sempre através da plataforma de terceiros. "Ele abordava pessoas desconhecidas na rua e pedia para elas chamarem as corridas, como forma de tentar não deixar rastros", explica o titular da DIG, Cledson Nascimento.

Segundo ele, a intenção do assaltante era roubar o dinheiro guardado nos veículos, além de aparelhos celulares e outros objetos de valor. Em apenas um dos crimes, sempre fazendo menção de estar armado, o homem conseguiu levar cerca de R$ 800,00.

A PRISÃO

Conforme o JC noticiou, no dia 31 de julho, após informações recebidas de populares, a Polícia Militar conseguiu localizar Hosmany em um barraco localizado na avenida Santa Beatriz da Silva, no Ferradura Mirim. Segundo a PM, o homem admitiu os dois roubos mais recentes, alegando ser usuário de crack, e indicou um simulacro de arma de fogo quebrado que havia dispensado em um matagal próximo.

OS CRIMES

Conduzido à DIG, o suspeito foi reconhecido pela vítima que dirigia o veículo Ônix roubado e também por uma testemunha, que usou o aplicativo do seu celular para chamar o motorista, a pedido do ladrão. Formalmente interrogado, Hosmany ainda confessou a prática de outros roubos a motoristas de aplicativo, bem como contra dois taxistas.

As ocorrências foram registradas em 13 de junho, quando o homem assaltou um taxista em um Prisma; em 15 de junho, quando roubou um Fiat Siena; e em 24 de julho, quando abordou um taxista em um GM Classic, anunciando o roubo em Pederneiras, onde o carro foi abandonado.

Em 25 de julho, Hosmany tentou levar o Cobalt de um taxista em Jaú, mas o motorista reagiu quando o ladrão anunciou o assalto, já em Pederneiras. Houve luta corporal e o criminoso fugiu a pé. "Neste momento, ele cruzou com um Fiesta branco e, simulando estar armado, rendeu o motorista", detalha o delegado.

Os demais crimes ocorreram em 27, 28 e 30 de julho, quando Hosmany roubou um Fiat Siena e dois Ônix. Como já havia um mandado de prisão contra o acusado pelo crime de roubo, ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Avaí, para posterior remoção ao sistema prisional.

 

Ler matéria completa