Bauru e grande região

Polícia

Drogas da Bolívia com destino a Bauru e Prudente são apreendidas

Quatro estrangeiras foram presas, três delas na rodovia Marechal Rondon

por Bruno Freitas

14/10/2019 - 11h54

Polícia Federal/Divulgação

Oito tabletes de pasta base de cocaína apreendidos na Rondon

A Polícia Federal, juntamente com a Polícia Militar Rodoviária, prendeu em flagrante, neste domingo (13), quatro mulheres acusadas de tráfico de drogas, todas de nacionalidade boliviana. Uma suspeita foi detida na fronteira Bolívia-Brasil, com quatro tabletes de pasta base de cocaína. Já as outras três, na rodovia Marechal Rondon, entre Bauru e Agudos. Elas estavam com oito tabletes também de pasta base de cocaína.

Segundo a Delegacia de Polícia Federal, os suspeitos pegavam a droga em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, passando por Corumbá (MS) e tinham como destino as cidades de Presidente Prudente (SP) e Bauru, onde a droga seria entregue.

Ainda de acordo com a polícia, por volta de 12h, os agentes federais de Corumbá, na fronteira Brasil/Bolívia, abordaram um táxi com placas da Bolívia e, em seu interior, foram encontrados quatro tabletes de pasta base de cocaína que estavam embrulhados em um cobertor, dentro da bagagem de uma passageira boliviana.

Ela revelou que havia sido contratada por um casal, na Bolívia, para levar a droga de Santa Cruz de La Sierra até Corumbá (MS), e também, depois, a Presidente Prudente e Bauru. Com base nestas informações, por volta das 18h, os policiais de Bauru ficaram posicionados no quilômetro 350 da rodovia Marechal Rondon, entre Agudos e Bauru, onde prenderam mais três mulheres bolivianas, no interior de um circular que fazia percurso entre Presidente Prudente e Bauru.

Os policiais militares rodoviários revistaram as bagagens dos passageiros e encontraram oito tabletes de pasta base de cocaína, distribuídos entre as três malas das passageiras bolivianas. Elas foram presas e autuadas em flagrante, na Delegacia de Polícia Federal em Bauru, por tráfico internacional de drogas. Depois, foram transferidas à Penitenciária Feminina de Pirajuí (SP). 

Ler matéria completa