Bauru e grande região

Polícia

Mais três vítimas denunciam sumiço de carros de garagem

Após matéria publicada pelo Jornal da Cidade, novos casos chegaram à Polícia Civil

05/11/2019 - 06h00

Imagem ilustrativa

Pelo menos mais três boletins de ocorrência foram registrados na Polícia Civil contra a garagem que fechou as portas na última semana

Pelo menos mais três boletins de ocorrência foram registrados na Polícia Civil contra a garagem que fechou as portas na última semana, em Bauru, e sumiu com cerca de 15 carros deixados no local sob consignação pelos proprietários para venda. A grande maioria dos automóveis era de luxo e o prejuízo estimado é de R$ 1 milhão.

Dois novos casos foram registrados como apropriação indébita. No primeiro deles, a vítima conta que deixou seu Nissan/Versa há dois meses no estabelecimento até então situado na quadra 23 da avenida Duque de Caxias e que, no último sábado (2), teria ido até lá e constatado que não havia mais veículos no local.

Depois, pela reportagem do Jornal da Cidade, tomou conhecimento que o proprietário teria 'sumido' com outros 14 carros. O documento do Versa ficou com a garagem. A mesma queixa foi feita pelo proprietário de um Meriva, que soube do problema por matéria publicada no periódico.

O terceiro boletim de ocorrência envolve dois homens que negociaram junto à revendedora um Corsa. Um deles contatou a garagem para vender o carro, sendo que a negociação foi feita por R$ 11.500,00. Ocorre que, deste montante, recebeu apenas R$ 800,00. O documento do automóvel, porém, não foi entregue à garagem. Mas o Corsa teria sido vendido por R$ 9 mil, sendo que o interessado em comprá-lo pagou R$ 6 mil pelo veículo à vista, em dinheiro, e assinou mais seis promissórias de R$ 500,00 - mas não tem o recibo.

RECUPERADOS

O JC foi ainda procurado por outra pessoa que esteve na revendedora, mas não deixou o documento no local. Talvez por conta disso, ela foi contatada por um homem que, inicialmente, informou ser proprietário e, depois, funcionário.

Ele pediu para que ela viesse retirar o carro, pois iriam instalar ar-condicionado no local e não poderiam ficar com o veículo. Por conta disso, o interlocutor estaria, inclusive, fora da cidade. Conforme o JC informou, o proprietário de um Audi, que tinha rastreador, também recuperou o automóvel.

O GOLPE

Os "clientes" da garagem eram pessoas que anunciavam seus carros em sites de venda populares na Internet. De acordo com a Polícia Civil, os proprietários entravam em contato com os vendedores por WhatsApp e se ofereciam para expor os veículos no local. Entre os veículos que sumiram, estão Land Rover, Porsche, Fiat Toro, Astra, Corolla e Hilux.

O golpe só foi descoberto porque uma das vítimas, que havia deixado um Prisma no local para venda, passou em frente ao estabelecimento na última quarta-feira (30) e viu as portas fechadas, com uma placa de luto. Ela foi à delegacia fazer um boletim de ocorrência. Policiais estiveram na revendedora e constataram que ela estava vazia.

 

Ler matéria completa