Bauru e grande região

Polícia

Para evitar homicídios, Polícia Civil prende 3 em operação no Beija-Flor

Submetralhadora e carro de luxo foram apreendidos; segundo delegado, grupos rivais estavam trocando ameaças

por Marcele Tonelli

29/11/2019 - 04h58

Polícia Civil/Divulgação

Carro de luxo, um Land Rover Evoque, também foi apreendido

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bauru, prendeu no Beija-Flor, nesta quinta (28), três acusados de integrarem uma associação criminosa envolvida com o tráfico. Segundo o titular da delegacia especializada, Cledson Nascimento, as prisões visaram evitar mortes, já que havia troca de ameaças entre grupos rivais que atuariam no bairro.

As diligências integram a Operação Novem, desencadeada nos últimos dias pela Delegacia Seccional de Bauru e que tem como foco a redução da criminalidade em toda a região.

Na ação, a DIG prendeu um homem de 39 anos, acusado de ser membro ativo de uma facção criminosa que age dentro e fora das unidades prisionais no Estado. Ele estava em liberdade desde setembro e seria o braço direito de um indivíduo de 43 anos, também preso nesta quinta, apontado como gerente dos negócios do grupo criminoso.

Outro indicado como integrante da organização e que também foi preso é um homem de 45 anos. O acusado não tinha passagem na polícia, mas seria pago para guardar drogas e armas do bando em casa. Na residência dele, inclusive, as equipes flagraram parte dos entorpecentes e armamento. Outros três locais foram vistoriados com mandados de busca e apreensão.

No total, foram encontrados 37 pinos de cocaína, além de uma submetralhadora Beretta 40, que tem poder de dezenas de tiros por segundo, uma pistola 380 e um revólver 38. As armas seriam utilizadas para executar rivais, segundo a DIG, que investigava o caso há um mês e meio.

"A guerra que existe entre grupos criminosos rivais no Beija-Flor ocorre há anos e as investigações apontaram que algo pior poderia acontecer neste fim de ano", cita Cledson Nascimento, destacando o trabalho que tirou de circulação o armamento de grosso calibre.

LÍDER FORAGIDO

A Polícia Civil concentra esforços, agora, na procura de um quarto homem, já identificado, que é apontado como líder do grupo. O acusado estaria fora de Bauru, mas um carro de luxo, modelo Land Rover Evoque, foi apreendido com a esposa dele na cidade.

Todos os detidos responderão por tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de uso restrito e uso permitido.

Ler matéria completa