Bauru e grande região

Polícia

Presa dupla que matou e jogou corpo da vítima dentro de bueiro

Jovem de 18 anos foi preso e adolescente, apreendido; terceiro suspeito segue foragido

por Lilian Grasiela

22/03/2020 - 06h00

Malavolta Jr.

Delegado Giuliano Travain ouviu acusados sobre o crime

A Polícia Civil identificou três suspeitos de agredir e matar um homem de 48 anos, na semana passada, em Bauru, e jogá-lo dentro de um bueiro, no Jardim Progresso (leia mais abaixo). Dois deles - um jovem de 18 anos e um adolescente de 17 anos - foram detidos nesta sexta-feira (20) e confessaram o crime com detalhes, informa o delegado Giuliano Travain, assistente da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bauru.

De acordo com ele, o maior de idade foi preso temporariamente, por trinta dias, e o adolescente foi apreendido. Segundo Travain, a análise de imagens de câmeras de segurança próximas ao local do homicídio e informações de populares levaram à identificação de três possíveis autores - dois jovens, de 18 e 19 anos, e o adolescente de 17.

"Ontem (anteontem), dois deles, o adolescente e o jovem de 18 anos, foram capturados e levados para a delegacia e confessaram o crime. O terceiro está foragido", conta. "Diante da confissão e do que a gente tinha de provas, pedimos a prisão temporária por trinta dias do maior e a internação provisória do menor".

O delegado revela que a dupla confessou o homicídio com riqueza de detalhes. "Foi assustador ouvi-los contando como mataram a vítima", declara. "Eles alegaram que, como o senhor tinha furtado um botijão de gás de uma moradora do bairro, resolveram dar um corretivo nele, mas acabaram passando dos limites".

De acordo com Travain, os suspeitos disseram que agrediram a vítima com chutes e socos e, depois, com pedras e pedaços de pau. "Quando a vítima caiu desacordada, eles a jogaram dentro do bueiro, pegaram a tampa e jogaram em cima", narra. "Só pararam as agressões porque viram uma viatura da Polícia Militar (PM) se aproximando".

Os investigados irão responder por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima. O delegado ressalta que as investigações prosseguem para esclarecer detalhes visando a conclusão do inquérito e à localização do terceiro envolvido, que também teve a prisão temporária decretada, mas seguia foragido até o fechamento desta edição.

O CRIME

Conforme divulgado pelo JC, na madrugada da última quarta-feira (18), por volta da 1h, Sebastião Roberto Lisboa, 48 anos, foi encontrado morto com marcas de espancamento, dentro de um bueiro na quadra 5 da rua Nelson Bonachela Gimenes, no Jardim Progresso. Ele foi retirado do local por uma equipe do Corpo de Bombeiros. Próximo à vítima, a polícia apreendeu pedaços de madeira e pedra com vestígios de sangue.

Ler matéria completa