Bauru e grande região

 
Polícia

Galpão atingido por incêndio na Ceagesp precisará ser demolido, afirma Defesa Civil

Companhia diz que os permissionários estão sendo realocados para a volta das atividades

por Larissa Bastos, Estágio Sob Supervisão

25/06/2020 - 05h00

Aceituno Jr

Um dos pavilhões da Ceagesp

O galpão da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais do Estado de São Paulo (Ceagesp), que foi atingido por um incêndio na tarde desta terça-feira (23), em Bauru, teve a estrutura condenada pela Defesa Civil do município e, assim, deverá ser demolido.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil do município, Ryal Dias, o prédio permanecerá isolado até que a administração defina de que forma será feita a demolição, já que não há risco de queda iminente. Enquanto isso, "alguns lojistas vão tentar salvar documentos que estão lá dentro, acompanhados pela Polícia Civil e Corpo de Bombeiros", comenta.

O prejuízo total ainda está sendo calculado pelas autoridades e pelos permissionários que alugavam os boxes de dentro do galpão. Segundo o coordenador, os danos causados poderiam ter sido menores, caso a estrutura, que foi construída na década de 80, contasse com equipamentos de combate a incêndios, como detectores de fumaça.

"Durante o incidente, o local estava completamente fechado e os bombeiros tiveram que cerrar as portas com lixadeira. Mas com as portas quentes e o fogo aumentando lá dentro, precisaram refrigerar o prédio para, só depois que o incêndio diminuísse, poderem cortar as portas e realizar o rescaldo", finaliza.

LOCAL PROVISÓRIO

A administração da Ceagesp já está organizando um espaço provisório no estacionamento do local, para realocar os permissionários afetados, com o objetivo de que o abastecimento de frutas, legumes e verduras da região não seja afetado, segundo consta na nota publicada pelo órgão.

A reportagem do JC apurou, inclusive, que havia expectativa de que as atividades pudessem ser retomadas já na madrugada desta quinta-feira (25).

VISITA DO PREFEITO

O prefeito de Bauru, Clodoaldo Gazzetta, esteve no local para avaliar os danos causados pelo incêndio, na companhia do vice-prefeito Toninho Gimenez e do vereador Markinho Souza, na manhã desta quarta-feira (24).

O chefe do executivo reafirmou o compromisso de apoiar os permissionários afetados para que possam manter suas atividades, mesmo neste momento de adversidade.

Ler matéria completa