Bauru e grande região

 
Polícia

Briga de família termina em morte no Jardim Marambá, em Bauru

O próprio jovem de 20 anos ligou para a polícia; ele disse que agiu em legítima defesa e responderá em liberdade

por Bruno Freitas

16/07/2020 - 08h26 atualizado às 05h00

Reprodução

A PM esteve no local da ocorrência, assim como o Samu, que atestou o óbito da vítima

Uma briga sobre de quem seria a responsabilidade de pagar uma conta de água no valor de R$ 70,00. Esse foi o motivo de umaluta corporal entre tio e sobrinho, que resultou em tragédia familiar na noite desta quarta-feira (15), no Jardim Marambá, em Bauru.De acordo com as polícias Civil e Militar (PM), o eletricista José Luiz da Motta, de 51 anos, foi encontrado já sem vida, com perfuração de faca no peito.

Localizada por equipes da PM e do Samu, a vítima estava no sofá do imóvel que ele dividia com o sobrinho, de 20 anos. O jovem afirmou que agiu em legítima defesa e, diante das circunstâncias, responderá ao inquérito em liberdade.

Apropriedade em que a tragédia ocorreu pertence à mãe de José, avódo acusado do esfaqueamento. A vítimamorava no cômodo da frente e o sobrinho, no fundo.

Segundo a polícia, havia uma constante discussão entre eles sobre a divisão das contas do local. O sobrinho acusava, inclusive, o tio de cortar o seu fornecimento de água e de luz.

Durante a noite desta quarta, por volta das 21h30, ocorreu novo conflito. O acusado chegou a telefonar para a Polícia Militar. Na primeira ligação, ele disse que havia acertado o tio com um caco de cerâmica na cabeça, desacordando o familiar.

No segundo telefonema,o sobrinhocontou à PM que o tio levantou e pegou uma faca de cozinha para avançar contra ele. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência (BO), nesse meio tempo, o suspeito desarmou otio e acabou o esfaqueando no peito.

O sobrinho disse, em seu depoimento, que ele havia efetuado o pagamento da conta de R$ 70,00 por meio de um aplicativo, mas, possivelmente por falta de comunicação entre os dois, o tio também pagou o mesmo débito. Esse seria o motivo da discussão mais recente. Então, eles entraram em luta corporal, que culminou na morte da vítima.

EM LIBERDADE

Segundo o boletim de ocorrência (BO) registrado pelo delegado Richard Serrano, as circunstâncias apontam que o sobrinho teria agido em legítima defesa de sua vida, uma vez que, apesar de ter agredido em um primeiro momento a vítima com um pedaço de telha na cabeça, o ferimento não seria o suficiente para causar-lhe a morte. Tanto que o tio recobrou a consciência e se armou com a faca de cozinha para investir contra o jovem.

O delegado levou em consideração ainda que o sobrinho da vítima telefonou para a polícia, em decorrência da briga que ocorria. E que, por uma infelicidade, segundo a Polícia Civil, resultou em um primeiro momento em lesão corporal e, depois, na morte deJosé Luiz da Motta.

Ler matéria completa