Bauru e grande região

 
Polícia

Operação contra tráfico internacional tem um preso em Bauru

Cerca de 630 policiais federais cumprem mandados de busca e apreensão e de prisão em 13 estados

18/08/2020 - 09h12

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Operação da PF

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (18), em âmbito nacional, a Operação Além-Mar, que investiga esquema de Tráfico Internacional de Drogas e Lavagem de Dinheiro. Participam desta ação aproximadamente 630 policiais federais, inclusive equipes de Bauru, que prenderam um homem na Vila Pacífico, região da Vila Falcão.

Na cidade, também foram apreendidos um celular, um carro e uma moto, ambos importados, e um notebook. A identidade do acusado não foi divulgada pela polícia. Ele deve prestar depoimento na sede da Polícia Federal de Bauru ainda nesta terça-feira e depois ser encaminhado para a Superintendência da PF da Capital.

Outros endereços da cidade foram vistoriados e estavam alugados a terceiros não relacionados, informa a Polícia Federal. No total, estão sendo cumpridos 139 mandados de busca e apreensão e 50 mandados de prisão (20 prisões preventivas e 30 prisões temporárias), expedidos pela 4ª Vara Federal – Seção Judiciária de Pernambuco. Os mandados são dirigidos a endereços e pessoas localizados em 13 estados (AL, BA, CE, DF, GO, MS, PA, PB, PE, PR, RN, SC, SP).

Segundo a PF, mesmo diante da situação de emergência de saúde pública e o isolamento social imposto, o esquema criminoso não foi interrompido, tendo sido apreendidos, entre os meses de março e julho de 2020, mais de 1,5 tonelada de cocaína.

INÍCIO DA OPERAÇÃO

Durante a fase sigilosa das investigações foram presas 12 pessoas e apreendidas mais de 11 toneladas de cocaína, no Brasil e na Europa, relacionados ao esquema criminoso. Dentre esses presos estava um grande traficante, que permaneceu foragido da justiça brasileira por 10 anos e era procurado pela Polícia Federal e pela National Crime Agency – NCA, do Reino Unido. Ele foi preso em Jundiaí (SP), em março/2019.

As investigações foram iniciadas no ano de 2018, a partir de informações difundidas à Polícia Federal pela National Crime Agency – NCA, como resultado de parceria estabelecida para reprimir o tráfico de cocaína destinada à Europa.

Ler matéria completa