Bauru e grande região

 
Polícia

Homem é preso acusado de aprisionar e estuprar esposa

Mulher diz que fugiu por buraco em muro; PM localizou suspeito com drogas e R$ 15 mil

por Larissa Bastos

09/09/2020 - 05h00

Polícia Militar/Divulgação

Indiciado foi encontrado com 833 pinos de cocaína, outras drogas e grande quantia em dinheiro

Um homem de 50 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM), na tarde desta terça-feira (8), no Jardim Redentor, em Bauru, acusado de estuprar a esposa e mantê-la em cárcere privado durante três meses. Com ele, também foi encontrada uma quantidade considerável de drogas e aproximadamente R$ 15 mil. A vítima contou que conseguiu fugir por um buraco no muro da casa onde era mantida presa.

De acordo com informações do cabo Robson Mello, integrante da equipe Alpha da 4.ª Companhia da PM e que participou da operação, a corporação foi acionada por volta das 7h30 para uma ocorrência de violência doméstica, na região do Núcleo Habitacional Octávio Rasi.

Durante o atendimento, a vítima teria relatado que estava sendo mantida em cárcere privado há três meses - falava com a família apenas sob supervisão, por breves períodos, e só saía da casa acompanhada pelo acusado. Ela, que foi encontrada com vários machucados, denunciou também ter sido estuprada e ameaçada pelo marido, segundo o PM.

DROGAS

Ainda de acordo com cabo Robson, o suspeito foi encontrado em uma residência no Jardim Redentor e precisou ser contido após resistir à abordagem policial.

No imóvel, foram localizados 833 eppendorfs de cocaína, sete porções de maconha e oito pedras de crack, além de aproximadamente R$ 15 mil em notas trocadas, característico do tráfico. Uma faca, que estaria sendo usada para ameaçar a vítima, foi apreendida.

C.M.B. (apenas as iniciais foram divulgadas), que não tinha antecedentes criminais, foi encaminhado ao Plantão da Polícia Civil, onde foi indiciado em flagrante por estupro, tortura, cárcere privado, tráfico de drogas e associação ao tráfico. Ele permaneceu à disposição da Justiça e passará, nesta quarta-feira (9), por audiência de custódia.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito nega os fatos e diz que a esposa quer prejudicá-lo.

A vítima passou por atendimento médico e está sendo acompanhada pela Secretaria do Bem Estar Social (Sebes) de Bauru.

Ler matéria completa