Bauru e grande região

Polícia

Polícia Civil prende dois homens por espancamento e assalto em Bauru

Crime foi registrado em novembro do ano passado; vítima apanhou tanto que chegou a ter descolamento de retina

por Larissa Bastos

08/01/2021 - 05h00

Malavolta Jr./JC Imagens

De acordo com o delegado Cledson Luiz do Nascimento, terceiro participante já está identificado

A Polícia Civil de Bauru, por meio da 1.ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), prendeu, nesta quinta-feira (7), dois homens acusados de terem espancado severamente e roubado um professor de inglês, de 33 anos, em novembro do ano passado, em Bauru. O terceiro participante também já foi identificado pela polícia.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Cledson Nascimento, o crime foi registrado na rua Nicanor Amaro da Silva, atrás do Terminal Rodoviário, durante a madrugada do dia 15 de novembro. Três homens viram a vítima passando pela rua e decidiram roubá-la, pois a mesma estaria alcoolizada. Com isso, eles começaram a agredi-la com socos e pontapés e, depois, fugiram levando um celular, avaliado em aproximadamente R$ 1 mil, e uma quantia em dinheiro.

O agredido foi socorrido pelo Samu e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bela Vista, em estado grave. Na ocasião, a família pensou que o professor estava desaparecido e chegou a registrar um boletim de ocorrência (BO).

Segundo a corporação, em decorrência das agressões, o rapaz sofreu descolamento de retina e precisou de diversos pontos na cabeça e no rosto.

Cledson Nascimento afirma que os três autores já foram identificados, sendo que dois deles foram presos na tarde desta quinta-feira (7). Após prestarem depoimento e confessarem o crime, F.A.F. (só as iniciais foram divulgadas pela polícia), de 20 anos, e A.V.S.R., de 21 anos, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça e foram encaminhados para a Cadeia Pública de Avaí.

"O rapaz de 21 anos, inclusive, havia sido preso no último dia 28 por roubar um coletivo no Parque Vista Alegre, em Bauru, mas foi solto na audiência de custódia", explica o delegado.

A Polícia Civil continua investigando o caso.

Os acusados respondem por roubo qualificado.

Ler matéria completa