Bauru

Polícia

Caminhonete 'recheada' com 1,6 t de maconha é flagrada

Motorista tentou fugir, mas acabou preso pela Polícia Rodoviária perto da av. Nuno de Assis

por Marcele Tonelli

17/07/2021 - 05h00

Polícia Rodoviária/Divulgação

A maconha ocupava toda a carroceria e a caçamba do veículo

Uma caminhonete Toyota/Hilux "recheada" com uma carga de 1,6 tonelada de maconha, dividida em 1.624 tijolos, foi flagrada pela Polícia Rodoviária, em Bauru, na manhã desta sexta (16). Morador de Goiás, o condutor do veículo, de 20 anos, acabou preso em flagrante por tráfico. Conforme o JC noticiou, a corporação tem intensificado as fiscalizações nas rodovias da região em razão da percepção sobre a migração da rota do tráfico de outras partes do Estado para a área de Bauru (leia mais abaixo).

A ocorrência foi registrada no quilômetro 343 da rodovia Marechal Rondon (SP-300). Equipes do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) realizavam abordagens durante a Operação Paz e Proteção, quando desconfiaram do veículo e deram sinal de parada obrigatória.

O condutor, porém, fugiu para a área urbana, sendo abordado pela equipe do TOR na quadra 2 da rua Aparecida, perto da avenida Nuno de Assis.

DUBLÊ

A caminhonete tinha placas de Itápolis e era dublê, ou seja, tinha características de estar legalizada, mas possuía queixa de furto. Na vistoria, os policiais nem precisaram se esforçar para procurar a droga, que ocupava toda a carroceria e a caçamba do veículo, inclusive em compartimentos nas portas.

Segundo a Polícia Rodoviária, o jovem preso já respondeu anteriormente por crimes de tráfico e, atualmente, cumpria liberdade condicional.

Migração do tráfico

Nesta sexta-feira (16), o JC noticiou que a migração da rota do tráfico de drogas de outras regiões para Bauru fez a Polícia Rodoviária intensificar as fiscalizações nas rodovias. Só no primeiro semestre de 2021, a corporação apreendeu 8,3 toneladas de entorpecentes na área de Bauru, o dobro do registrado no mesmo período de 2020, quando foram flagradas 4 toneladas.

Embora a maioria dos criminosos trafeguem pelas rodovias à noite, as ocorrências à luz do dia, como a registrada nesta sexta (16), estão cada vez mais comuns.

Ler matéria completa