Bauru

Polícia

Enterrada a bauruense morta em Curitiba; marido foi preso

Agressão que tirou a vida de Tatiany Nonato teria ocorrido na frente do filho do casal

por Guilherme Tavares

30/12/2021 - 05h00

Arquivo Pessoal

Tatiany Nonato tinha 41 anos

Sob comoção de amigos e familiares, foi enterrado, na manhã desta quarta-feira (29), no Cemitério São Benedito, em Bauru, o corpo de Tatiany Costa de Oliveira Nonato, 41 anos. Ela morreu no último sábado (25), em Curitiba, onde morava há três anos, depois de ficar cinco dias internada. Segundo a família, ela foi agredida pelo marido na frente do filho do casal. Esta versão também foi veiculada na imprensa curitibana, com base nas informações da PM. O agressor foi preso em flagrante e deve responder por feminicídio.

Segundo uma prima de Tatiany, que prefere não se identificar, a mulher teve várias fraturas na cabeça, no rosto, lesões pelo corpo e sofreu quatro paradas cardiorrespiratórias. A familiar diz nunca ter tido informações ou indícios de qualquer tipo de agressão ou violência na casa da vítima. "Quando conversávamos, a Tati parecia estar bem, sempre sorrindo. Mas nós não sabemos o que acontecia dentro de casa", relata.

"Ela era muito alegre, otimista e inteligente. Foi concursada do DAE em Bauru, chegou a ser aprovada em um concurso da Petrobras. Eles mudaram para Curitiba porque a empresa do marido transferiu ele para lá", revela a prima. Desde então, ambos faziam home office.

O casal estava junto há 15 anos. A guarda provisória do filho deles está com a avó paterna. "Estamos todos muito tristes e indignados. Nosso pedido é para que as autoridades tenham mais atenção com os casos de agressão às mulheres", protesta a prima da vítima.

Ler matéria completa

×