Bauru

Polícia

Adolescente estuprava irmãos mais novos, filmava e distribuía imagens

Conteúdo pornográfico infantil foi encontrado nos eletrônicos do jovem; infrator confessou os crimes e foi apreendido

por Larissa Bastos

13/05/2022 - 05h00

Polícia Civil/Divulgação

Eletrônicos passarão por perícia técnica

Um adolescente de 16 anos foi apreendido, na manhã desta quinta-feira (12), por estuprar os irmãos, de 13 e 9 anos, em Bauru. Segundo a Polícia Civil, o infrator, que confessou os crimes, também filmava e fotografava os atos sexuais para, depois, compartilhar o conteúdo pornográfico infantil com uma pessoa pela Internet. As identidades dos envolvidos não foram divulgadas em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

De acordo com a delegada Márcia Regina dos Santos, titular da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), o jovem foi identificado inicialmente pela Polícia Federal (PF), durante investigações contra pornografia infantil conduzidas pelo órgão.

Porém, por se tratar de um caso de competência da Justiça Estadual, a documentação foi remetida à Polícia Civil e, após solicitação, foi expedido o mandado de busca e apreensão na residência do adolescente, que mora em um condomínio de classe média de Bauru.

"No local, durante o cumprimento do mandado, analisamos o celular, o computador e o tablet dele, e encontramos vários vídeos e fotos. O jovem confessou que ele mesmo produzia esse conteúdo, enquanto praticava sexo oral com os irmãos mais novos, que não moram com ele. Além de armazenar, ele também compartilhava esses arquivos com uma pessoa de outro Estado pela Internet, que conheceu nas redes sociais. Esse indivíduo pedia para ele enviar, e o adolescente disse que enviava", detalha a delegada.

ABUSOS

Ainda segundo a titular da DDM, o infrator não soube precisar quando foi que os abusos começaram, mas disse que eles ocorriam sempre que tinha contato com os irmãos. Contudo, existe a suspeita de que a irmã de 9 anos, que reside em Bauru, era abusada há, ao menos, dois anos. Já o último delito contra o irmão de 13 anos, que não mora na cidade, teria ocorrido em dezembro do ano passado.

Os eletrônicos do jovem foram apreendidos e serão encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC), que fará a perícia do conteúdo. A partir do laudo, deverá ser possível saber quando foi que os atos sexuais começaram. "O infrator alegou que, quando mais novo, foi abusado sexualmente. E disse que isso fez com que ele desenvolvesse a vontade de manter relações sexuais com crianças e adolescentes. Mas, afirma estar arrependido", complementa Márcia Regina dos Santos.

A delegada ainda informou que remeterá o caso à Polícia Civil do Estado onde reside a pessoa que recebia o conteúdo pornográfico enviado pelo jovem infrator, para que sejam tomadas as providências cabíveis.

CRIMES

Diante dos fatos, o adolescente foi apreendido por estupro de vulnerável, além de produção, armazenamento e distribuição de conteúdo pornográfico infantil. Ele foi conduzido à delegacia e permaneceu à disposição da Justiça, por meio da Vara da Infância e da Juventude de Bauru.

Ler matéria completa

×