Bauru

Polícia

Furto de óleo usado deixa em alerta proprietários de bares e restaurantes

De acordo com o gerente do estabelecimento, dupla invadiu o imóvel pela porta lateral e levou galão com 50 litros do produto

por Larissa Bastos

03/06/2022 - 05h00

Malavolta Jr./JC Imagens

Delegado Alexandre Protopsaltis diz que caso será apurado

Proprietários de restaurantes e lanchonetes de Bauru estão em alerta. Nesta semana, um estabelecimento da Vila Aviação teve grande quantidade de óleo vegetal furtado. Empresários relatam que, no passado, essa era uma prática comum e temem que a onda de furtos retorne. Apesar disso, a Polícia Civil pondera que são poucos os registros oficiais desse tipo de delito, o que indica uma subnotificação de casos.

O crime mais recente ocorreu na manhã da última segunda-feira (30). Jefferson Previero, 58 anos, que é gerente do local, conta que as câmeras de segurança gravaram dois homens invadindo o imóvel pelo portão lateral e levando um galão com 50 litros de óleo vegetal usado. Depois, carregaram o item até uma caminhonete e fugiram.

"Não fazia nem 20 minutos que tínhamos colocado no corredor o galão com o óleo, que seria, depois, vendido para a reciclagem. Eles entraram pelo portão lateral, que deixamos fechado, mas não trancado. Apesar de não serem pessoas que nós reconhecemos, dá para ver, pelas imagens, que, de alguma forma, eles sabiam o caminho para chegar no objetivo".

Logo após constatar o crime, Previero alertou sobre a situação em um grupo de WhatsApp onde estão cerca de 250 proprietários de restaurantes da cidade, para que ficassem atentos.

"Um desses empresários, que tem um estabelecimento perto do Aeroclube, disse que viu a mesma caminhonete estacionada na frente do local. Ele acredita que os homens estavam, provavelmente, monitorando para furtar. Mas, como ele mostrou que estava por lá, eles desistiram e foram embora", conta.

VALOR AGREGADO

Segundo Previero, o óleo usado é separado pelos estabelecimentos para ser vendido a empresas que reciclam o material. O litro do produto vale aproximadamente R$ 4,50. Ou seja, o prejuízo foi de cerca de R$ 225,00, além do galão levado, que custa R$ 50,00.

Já os criminosos furtam para, depois, encontrar um receptador. "O óleo em geral está com grande valor agregado no mercado, por conta das altas recentes. Existe um comércio grande e muita competitividade para compra desses usados. E há empresas que não são legalizadas e que acabam se beneficiando da compra de materiais furtados", opina Jefferson Previero.

O gerente também acredita que é justamente por conta desse mercado ilegal que o crime foi bastante comum no passado. "Vi relatos de muitos proprietários que foram furtados. Inclusive, nós também fomos vítimas desse tipo de crime no ano passado. Mas, tinha dado uma acalmada. Agora, por conta desse furto, estou com medo de que tenha voltado. Todos os donos de restaurantes e lanchonetes que trabalham com fritura precisam ficar em alerta e deixar seus imóveis bem seguros", completa a vítima, que registrou boletim de ocorrência nesta semana.

DENÚNCIAS

A Polícia Civil de Bauru afirma que o crime na Vila Aviação será investigado a fim de identificar e responsabilizar os autores. Contudo, de acordo com o delegado Alexandre Protopsaltis, coordenador do Setor de Investigações Gerais (SIG), existem poucos registros de furtos de óleo na cidade, o que leva a crer que há uma subnotificação dos casos, já que a vítima alega ser algo comum.

Os estabelecimentos que forem alvos de furto devem registrar boletim de ocorrência pessoalmente na Polícia Civil ou por meio da delegacia eletrônica (http://www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br), para que os casos sejam devidamente investigados.

Ler matéria completa

×