Bauru

Polícia

Polícia Civil prende suspeito de ser estuprador em série

Entre as possíveis vítimas do homem, estão familiares dele e uma vizinha de 7 anos

por Larissa Bastos

11/06/2022 - 05h00

Divulgação

Márcia Regina dos Santos, delegada da DDM, comenta o caso

Um homem, de 42 anos, é suspeito de cometer estupros em série em Bauru. De acordo com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), ele, que já responde por agressão sexual contra a própria filha, foi preso, agora, acusado de abusar de uma vizinha, de apenas 7 anos, na região da Vila Industrial. Durante as buscas, segundo a Polícia Civil, outras quatro familiares dele também disseram que foram violentadas, totalizando seis possíveis vítimas. A identidade do suspeito não foi divulgada.

No caso da vizinha, de acordo com a polícia, o homem oferecia frutas para a criança se aproximar do portão e, assim, manipular os órgãos genitais dela. Ao saber que ele era investigado, fugiu para Alagoas, contudo, foi preso pela Polícia Civil nesta quarta-feira (8).

'TIO DA FRUTA'

Segundo a delegada titular da DDM de Bauru, Márcia Regina dos Santos, o estupro mais recente à menina de 7 anos teria ocorrido em 19 de maio último. Não foi possível, contudo, definir quantas vezes os abusos aconteceram.

"Este homem é um vizinho, que mora perto da casa da família, na Vila Industrial. A menina disse que o 'tio da fruta', forma como ela se referia a ele, oferecia frutas e, depois, passava a mão nas partes íntimas dela, pelo portão. Ele ficava do lado de fora da casa e ela, do lado de dentro", explica a delegada.

A partir do relato da criança, um familiar denunciou o caso à Polícia Civil, que iniciou as investigações. "Constatamos que se tratava do mesmo homem que já responde pelo estupro da própria filha (que não teve a idade divulgada). Representei pela prisão temporária dele, que foi concedida pela Justiça. E, durante as buscas, outros familiares dele também disseram que foram vítimas de estupro por parte do homem. Esses casos serão investigados", detalha Santos.

TENTATIVA DE FUGA

Ainda durante a procura pelo suspeito, a polícia recebeu a informação de que ele teria viajado para Maravilha, cidade alagoana onde tem familiares, para tentar se esconder. Com isso, foi realizado um trabalho de inteligência entre a DDM de Bauru e Polícia Civil de Alagoas, por meio da Gerência de Inteligência Policial (Ginpol), que resultou na localização e no cumprimento do mandado de prisão temporária nesta semana.

Ele foi encaminhado para um presídio alagoano e permaneceu à disposição da Justiça. Ainda segundo a delegada, a polícia de Alagoas não informou se o homem confessou os crimes.

Ler matéria completa

×