Bauru e grande região

Política

Bauru está mais perto de ter câmeras nas ruas

Videomonitoramento já tem 10 pontos definidos e emenda parlamentar

01/04/2017 - 07h00

Divulgação
Elizeu Eclair, Toninho Gimenez, Capitão Augusto, Gazzetta, Meira e Airton Martinez

Parece que, finalmente, o videomonitoramento em Bauru irá se tornar realidade. Nessa sexta-feira (31), o prefeito Clodoaldo Gazzetta se reuniu com o deputado federal Capitão Augusto (PR) e foi informado da liberação de emenda parlamentar no valor de R$ 300 mil para o início da implantação do projeto na cidade, que contará também com contrapartida do município e também do governo do Estado, através da Polícia Militar. Demanda que se arrasta há décadas, existe até a esperança de que o sistema

A reunião foi realizada na sede do Comando de Policiamento do Interior 4 (CPI-4) da PM e contou com a presença do vice-prefeito Antônio Gimenez; do presidente da Emdurb, Elizeu Eclair; do coronel Airton Iosimo Martinez; do tenente-coronel Flávio Kitazume; do major Hudson Covolan; e do vereador Benedito Roberto Meira (PSB).

“Ainda durante a campanha do Gazzetta, eu já havia assumido esse compromisso de que, ele sendo eleito, iríamos destinar essa emenda parlamentar e, hoje (sexta-31), vim até Bauru para trazer a documentação de destinação de R$ 300 mil para iniciar a implantação do sistema de videomonitoramento na cidade. Já me comprometi a, no próximo ano, destinar mais emendas parlamentares, no valor de R$ 600 mil, para que sejam instaladas mais dez câmeras. Queremos que, ao fim, no total, tenham 25 pontos monitorados em Bauru”, explicou o deputado federal Capitão José Augusto Rosa.

“É um passo importante, uma demanda que a cidade de Bauru tem há mais de 20 anos, em contar com um sistema de videomonitoramento, em parceria com a Polícia Militar, em parceria com todas as forças ligadas à área de segurança púbica. Isso foi possível graças a ajuda do deputado Capitão Augusto, que conseguiu aportar um valor significativo de uma emenda parlamentar para que fosse possível, dentro daquilo que a prefeitura vai destinar também para a compra das câmeras, para que fosse possível iniciarmos o sistema com 10 câmeras no vídeo monitoramento da cidade”, pontuou Gazzetta.

O chefe do Executivo ainda complementou que há também o recurso, na ordem de R$ 700 mil, que vem da Polícia Militar para a preparação do Centro de Operações da PM (Copom) para monitorar essas câmeras. “Nesse processo, houve a ajuda direta do vereador Benedito Meira e do Coronel Airton, que nos ajudaram nessa mobilização para que pudéssemos ter o sistema de videomonitoramento, que vai nos ajudar muito na prevenção da violência da cidade”, ressaltou prefeito Clodoaldo Gazzetta.

O município também deverá dispor de aproximadamente R$ 400 mil para a efetivação do projeto.

MELHORAR SEGURANÇA

“Foi um avanço na nossa caminhada, que vai propiciar a Bauru receber o sistema de videomonitoramento e vai nos ajudar muito a melhorar a segurança da cidade. Agora, estamos elaborando o projeto que cabe a Polícia Militar e vamos nos reunir nos próximos dias com o secretário de segurança do Estado para compor todo o custo desse sistema”, analisou o coronel Airton Iosimo Martinez.

“O videomonitoramento é um sonho antigo. Luto por isso desde o ano 2000, quando ainda era capitão da Polícia Militar e acredito que agora vai se tornar realidade”, destacou o vereador Benedito Roberto Meira.

Ele também ressaltou a emenda parlamentar e os investimentos do município e do Estado. “São as tratativas finais para que seja feita a licitação e, não custa sonhar, consigamos colocar esse sistema em prática na semana de aniversário da cidade, em agosto deste ano”, conclui.

Cidade como modelo

Presidente da Comissão de Segurança da Câmara dos Deputados, o Capitão Augusto frisa que a medida é uma alternativa para ampliação da segurança em um momento em que o Estado enfrenta baixo efetivo de policiais. “Acredito bastante neste projeto. Temos que utilizar de outros instrumentos para suprir essa falta”, pontua ele, que possui 25 anos de PM. A ideia, inclusive, é transformar Bauru em modelo ao Estado. “Tem várias cidades que já possuem o videomonitoramento, mas com projetos feitos através de concessionárias de rodovias. Esse trabalho municipal deve servir de referência”, frisa o capitão.