Bauru e grande região

Política

Vereador Ricardo Cabelo dá explicação sobre declaração polêmica

Presidente da Emdurb disse que entrará com representação na Comissão de Ética

por Thiago Navarro

16/05/2019 - 07h00

O vereador Ricardo Cabelo (Cidadania) procurou nessa quarta-feira (15) o JC para dar explicações a respeito de uma declaração feita na tribuna da Câmara na última sessão ordinária. O parlamentar fazia críticas ao presidente da Emdurb, Elizeu Eclair, por conta da aplicação de multas na região da avenida Getúlio Vargas, onde há placas de proibido estacionar em horários do período noturno. Cabelo pediu que a empresa municipal alterasse isso, retirando as placas com proibições, e disse que Eclair era "bandido". O presidente da Emdurb afirmou que vai entrar com representação na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, e acionar o vereador na Justiça pela declaração.

Nessa quarta (15), Cabelo ponderou e citou que o uso da palavra pode remeter tanto a quem é criminoso, como também pode, por extensão, designar "pessoas com sentimentos ruins", de acordo com a definição de alguns dos principais dicionários de português.

"Empreguei a expressão 'bandido' no sentido coloquial. 'Aquele homem é um bandido - pessoa má'. Estou vereador, mas sou uma pessoa do povo. Uso o coloquial em minhas falas na tribuna. Tenho origem humilde e não tenho vergonha disso. Minha colocação visa a comunicação com o meu eleitor! Na minha visão, administrador público deve primeiramente orientar a população, para depois poder punir, e essa não é a política adotada pela Emdurb", afirmou em nota encaminhada para manifestar a sua posição no assunto.