Bauru e grande região

Política

Ato contra Reforma movimenta centro

Manifestantes fizeram ato em frente Câmara Municipal e saíram em passeata

por RAFAEL DE PAULA

13/08/2019 - 21h57

Samantha Ciuffa

Protesto contra a Reforma da Previdência em frente à Câmara Municipal, na Praça D. Pedro II

A proposta de Reforma da Previdência ganhou na tarde desta terça-feira (13) novo ato de protesto na região central de Bauru. Manifestantes e integrantes de diferentes centrais sindicais da cidade e da região se encontraram em frente à Câmara Municipal, onde houve panfletagem e organização de uma passeata que, mais tarde, tomou parte da avenida Rodrigues Alves. O ato foi liderado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp).

A pauta de protesto também incluiu a defesa dos investimentos na educação. “Além da reforma, nossa pauta é contra os cortes de investimentos na educação. Vivemos em um estado de exceção. Temos uma série de ameaças contra os trabalhadores. Bauru se junta a outros protestos que ocorrem no Brasil inteiro”, diz Itamar Calado, coordenador regional da CUT.

Atos também foram registrados em Botucatu e Marília. A manifestação em Bauru também protestou contra o deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB), que votou favorável à Reforma da Previdência quando o projeto tramitou pela Câmara. Um caixão, simbolizando o enterro do deputado, foi carregado pelos manifestantes.

EDUCAÇÃO

A diretora estadual do Apeoesp, Suzi da Silva, esteve presente no ato e reforçou a necessidade de chamar atenção dos trabalhadores. “A reforma ataca todos os trabalhadores e a categoria do magistério. Não há como um professor, no Brasil, dar aula até a idade limite da proposta diante das condições de trabalho. Convivemos com violência”, diz Suzi. Na tarde desta terça-feira, também houve manifestações em algumas capitais brasileiras, como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Recife.

 

Ler matéria completa