Bauru e grande região

Política

Desembargador manda soltar Garotinho e Rosinha no Rio

Soltura do casal de ex-governadores ocorreu menos de 24 horas após a prisão

por FolhaPress

05/09/2019 - 06h00

Tânia Rêgo/Agência Brasil

Garotinho deixa Benfica

Rio de Janeiro - O desembargador Siro Darlan, do Tribunal de Justiça do Rio, determinou nesta quarta (4) a soltura dos ex-governadores do Rio Anthony e Rosinha Garotinho. A decisão ocorreu menos de 24 horas após a prisão, na manhã de terça (3).

A decisão, tomada na madrugada, traz críticas veladas à Operação Lava Jato e ao instituto da delação premiada, usado para justificar a prisão dos ex-governadores pela Segunda Vara Criminal de Campos dos Goytacazes, a pedido do Ministério Público Estadual.

Com base em delações de ex-executivos da Odebrecht, o casal é suspeito de ter superfaturado contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos dos Goytacazes e a construtora durante os dois mandatos de Rosinha como prefeita naquela cidade, de 2009 a 2016.

"As quinze páginas que o magistrado de piso fundamenta o decreto prisional quando vistas sob a ótica da técnica jurídica mais apurada se revelam vazias de conteúdo e compostas de jargões a justificar o decreto prisional sem qualquer necessidade para tal", criticou o desembargador.

Ele afirma não ver no caso razão para a manutenção da prisão preventiva, já que os fatos que sustentam a acusação ocorreram entre 2008 e 2016 e não há menção a testemunhas que poderiam ser ameaçadas, prejudicando as investigações.

Ele determinou que Anthony e Rosinha Garotinho entreguem seus passaportes e compareçam uma vez por mês à Justiça.

Ler matéria completa