Bauru e grande região

Política

Conservação de prédios é tema de encontro

Promovido pelo Sindicato dos Engenheiros, seminário alerta para a importância das manutenções periódicas e especializadas

20/10/2019 - 04h46

Tainá Vétere

Luiz Franzolin, presidente da Assenag, Luiz Antônio Battaglini, diretor da Assenag e do Seesp, Rodrigo Said, diretor regional do Secovi, Marcos Wanderley, vice-presidente do Seesp, Marcos Alves da Silva, presidente do conselho diretor da Assenag, e Marcio Colim, presidente do núcleo Bauru do Instituto dos Arquitetos do Brasil explicam como será o Seminário "Cresce Brasil"

No cerne das discussões sobre a tragédia envolvendo a queda do Edifício Andrea, em Fortaleza, e da interdição da alça do viaduto João Simonetti, com risco de queda em Bauru, a cidade recebe, na próxima terça-feira (22), um seminário que aborda a engenharia de manutenção. O objetivo do evento, promovido pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), na Assenag, é justamente o de alertar autoridades e munícipes sobre a necessidade de serviços para conservação de imóveis, prédios e demais obras urbanas a fim de evitar acidentes.

O seminário "Cresce Brasil" ocorre das 13h30 às 19h e tem inscrição gratuita. Os participantes recebem certificados, mas é preciso se inscrever no local. Ao todo, são 180 vagas.

A primeira palestra, com o tema "Modelo de Inspeção em Pontes e Viadutos", será proferida pelo engenheiro civil Ciro José Araújo, chefe da seção de Engenharia de Estruturas. Na sequência, a "Segurança e Manutenção de Instalações Elétricas" é tema de outra palestra, por Gabriel Shayeb, engenheiro eletricista, diretor da empresa GSH Engenharia.

LEI MUNICIPAL

Também estará em pauta a Lei Municipal de Conservação e Regularidade das Edificações que, desde 1999, tornou obrigatória a emissão de laudos técnicos a cada três anos para edifícios com mais de três andares. A explanação será feita por Richard Faria, da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan) e comentada pelos demais especialistas presentes.

"Tudo é previsível quando há manutenção periódica", cita Marcos Wanderley Ferreira, vice-presidente do Seesp. "Muitas vezes, um trabalho paliativo é feito e encobre problemas, mas o concreto avisa. Ele trinca, racha e faz barulhos", cita o engenheiro.

Ele cita que os problemas mais graves em edificações envolvem infiltrações. "A água infiltra e oxida a ferragem e o concreto expande e cai", alerta.

A importância em contratar profissionais especializados e registrados, com Crea e CAU também para obras de reforma, tanto civis quanto elétricas, será abordada. "Se aposta muito com execução e pouco em planejamento. Quando voltamos em um prédio construído após 10 anos, é assustadora a quantidade de modificações feitas sem considerar o projeto original. E é aí que os desastres acontecem, tanto incêndios quanto desabamentos", observa Marcio Colim, presidente do núcleo Bauru do Instituto dos Arquitetos do Brasil.

O evento contará ainda com comentários do engenheiro químico e inspetor da Comissão Auxiliar de Fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia André Almeida.

SERVIÇO

O seminário "Cresce Brasil" ocorre no dia 22 de outubro, das 13h30 às 19h, na Associação dos Engenheiros Arquitetos e Agrônomos de Bauru (Assenag), que fica na rua Fuas de Mattos Sabino, 1-15. O evento é gratuito. Inscrições no local. Mais informações: (14) 3224-1970 e [email protected]

 

Ler matéria completa