Bauru e grande região

Política

Reunião discute Parque dos Trilhos

Comitiva da prefeitura se encontrou com a Rumo, em Curitiba, para tratar do assunto

07/11/2019 - 06h00

Divulgação

Equipes da prefeitura, da Rumo e engenheiros durante o encontro

A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, participou nesta segunda-feira (4) de uma reunião, em Curitiba (PR), na sede da Rumo - empresa concessionária da via férrea que passa por Bauru -, para tratar do Certificado de Operação Especificada (COE), documento necessário para a liberação do uso dos trilhos, o que possibilitará, no futuro, o retorno dos passeios da Maria-Fumaça, dentro do projeto Parque nos Trilhos.

O objetivo é restaurar os trilhos da ferrovia na área central de Bauru para que a locomotiva volte a realizar passeios turísticos. Para que sejam realizados os processos de licitação e a contratação da empresa que realizará esse trabalho, é indispensável a obtenção do COE.

Outra ação que fará parte do projeto Parque nos Trilhos é a criação do Mercado Municipal, no antigo prédio do armazém da Cia. Paulista, que fica na rua Júlio Prestes, onde é realizada aos domingos a Feira do Rolo. O projeto prevê a instalação de um deck para boxes do Mercadão, que ocupará a antiga plataforma de embarque.

Estiveram na reunião, pela Secretaria Municipal de Cultura, o secretário Rick Ferreira e o diretor da Divisão Técnica, Alex Gimenez Sanches. Os arquitetos Paulo Renato Lemos e Gabriel Santiago, do escritório de arquitetura parceiro da prefeitura e responsável pelo projeto, acompanharam a equipe do município.

"A reunião foi importante para acelerarmos esse processo e conseguir licitar o mais rápido possível as empresas que vão realizar o trabalho de revitalização nesses locais para início das atividades previstas", avaliou Rick Ferreira.

Participaram do encontro, pela Rumo, o gerente de relações governamentais, Rodrigo Veradino; o especialista de projetos de terceiros, Gustavo Nunes; o especialista de planejamento e controle de manutenção, Eliseu Carneiro; o especialista em via ferroviária, Ricardo Assumpção; o coordenador de regulação de obras, Willyam Carvalho; a gerente de regulação, Camile Viana; e a advogada Sara Lopes.

Ler matéria completa