Bauru e grande região

Política

"Fala de milícia quem entende do assunto..."

Fala é do governador da Bahia para Flávio Bolsonaro sobre morte de miliciano

por FolhaPress

14/02/2020 - 06h00

Salvador - O governador da Bahia, Rui Costa (PT), alfinetou o senador Flávio Bolsonaro (sem-partido-RJ) ao comentar nesta quinta (13) as declarações do filho do presidente sobre a morte de Adriano da Nóbrega, acusado de comandar uma milícia no Rio de Janeiro.

"Eu não entendo de milícia, não entendo de crime. Deixa quem entende do assunto falar", disse o governador petista em entrevista à imprensa.

Nesta quarta-feira (12), Flávio se manifestou pela primeira vez sobre a morte do ex-capitão da PM Adriano da Nóbrega. Ele afirmou que o miliciano foi "brutalmente assassinado" e pediu que fosse impedida a cremação do corpo. "Rogo às autoridades competentes que impeçam isso e elucidem o que de fato houve", escreveu o senador em sua conta oficial no Twitter.

Foi o primeiro pronunciamento público da família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a morte do ex-PM, acusado de integrar um grupo de assassinos profissionais, chefiar uma milícia e ter sociedade com bicheiros no Rio de Janeiro.

Homenageado duas vezes na Assembleia Legislativa do Rio por Flávio, Adriano é citado na investigação que apura a prática de "rachadinha" (esquema de devolução de salários) no gabinete do então deputado estadual.

MORTE NO RIO

Um agente da Polícia Federal (PF) foi morto e outro ficou ferido ao serem atacados por criminosos enquanto seguiam em uma caminhonete descaracterizada pela Favela do Rola, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio, no final da tarde desta quinta-feira (13). Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Federal, a dupla "realizava diligência". O jornal O Estado de S. Paulo apurou que eles iam entregar intimações. Quando estavam na Rua São Lourenço, a caminhonete Mitsubishi L200 preta em que estavam foi atacada a tiros.

Ler matéria completa