Bauru e grande região

 
Política

'Vale-merenda' fica para fim de agosto

Pais de alunos aguardam o cartão de alimentação que será distribuído por empresa contratada pela Prefeitura de Bauru

por Thiago Navarro

06/08/2020 - 05h00

Samantha Ciuffa/Arquivo

A secretária Isabel Miziara afirma que processo de licitação demorou mais do que o previsto

Pais de alunos da rede municipal de ensino e da rede conveniada esperam pela distribuição dos cartões do 'vale-merenda', com valor de R$ 55,00 mensais por aluno. O cadastro dos interessados ocorreu em julho e havia a previsão de que os cartões fossem entregues entre o final do mês passado e o começo de agosto, mas o contrato entre a Secretaria de Educação e a empresa LE Card, vencedora da licitação, só foi assinado ontem.

O JC recebeu reclamações de pais de estudantes que estão precisando do dinheiro, uma vez que os alunos estão ficando o tempo todo em casa.

Um mãe de dois estudantes, que preferiu ter a identidade preservada, afirmou que vários pais estão com dificuldades financeiras, pois perderam o emprego, e as crianças estão sem ir à escola, onde faziam até duas refeições diárias.

A secretária municipal de Educação, Isabel Miziara, lembra que ocorreram atrasos na licitação. "Essa parte demorou mais do que o esperado, tivemos alguns problemas nos trâmites burocráticos, e só agora conseguimos assinar o contrato. Mas como já tínhamos repassado os alunos cadastrados para a empresa vencedora, eles começaram a confeccionar os cartões, então, acredito que na segunda quinzena de agosto os pais dos alunos já receberão os cartões, com o primeiro crédito, para dar esse suporte enquanto as aulas não voltam", frisa.

CADASTRO

No mês passado, a prefeitura fez o cadastro dos pais de alunos interessados em contar com o auxílio de R$ 55,00 mensais, por estudante. A adesão foi praticamente total, pois a Educação tem 23 mil alunos e houve mais de 22 mil inscritos. Ao contrário da distribuição de cestas básicas do começo da pandemia, em que apenas os beneficiários do Bolsa-Família foram contemplados, desta vez todos os alunos da rede municipal terão direito ao 'vale-merenda', independente da renda familiar. Os cartões serão aceitos em mercados, padarias, açougues, atacadistas, mercearias, entre outros.

O programa tem previsão de durar até quatro meses, com investimento total de quase R$ 5 milhões. O Estado já desenvolve o mesmo sistema, também com a distribuição por cartão de um crédito de R$ 55,00 por mês. Na rede municipal, os mais de 22 mil alunos cadastrados estão distribuídos em 119 escolas, sendo 26 Emeiis, 38 Emeis, 30 escolas conveniadas, 16 Emefs e 9 Ejas. Cada unidade escolar vai distribuir os cartões aos seus estudantes.

Ler matéria completa