Bauru e grande região

 
Política

Eduardo Braide enfrenta Duarte Júnior no 2º turno em São Luís

O candidato e deputado estadual Neto Evangelista (DEM) ficou em terceiro, seguido do deputado federal Rubens Júnior (PCdoB)

por FolhaPress

15/11/2020 - 23h11

Reprodução/Maranhão Hoje

Eduardo Braide (Podemos) vai enfrentar o deputado estadual Duarte Júnior

Principal nome da oposição em São Luís, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) vai enfrentar o deputado estadual Duarte Júnior (Republicanos) no segundo turno da eleição na capital do Maranhão.

Braide registra 37,8% dos votos válidos com 99% das urnas apuradas até as 22h40, e Duarte Júnior, 22,2%. O candidato e deputado estadual Neto Evangelista (DEM) ficou em terceiro, seguido do deputado federal Rubens Júnior (PCdoB).

Também concorreram Bira do Pindaré (PSB), Franklin (PSOL), Yglésio Moyses (PROS), Silvio Antonio (PRTB), Jeisael (Rede)e Hertz Dias (PSTU).

Com cinco candidatos de partidos da base de Flávio Dino (PC do B), a eleição em São Luís é marcada por uma espécie de teste de unidade para a coalizão que dá sustentação ao governador do Maranhão.

Os aliados do governador dividiram-se em cinco candidaturas -Duarte Júnior (Republicanos), Rubens Júnior (PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB) e Yglésio Moyses (Pros).

O campo da oposição, por outro lado, saiu praticamente unificado em torno da candidatura de Eduardo Braide.

Surpresa da eleição municipal de 2016, Braide consolidou-se como principal nome da oposição ao prefeito Edivaldo Holanda (PDT) e ao governador Flávio Dino (PCdoB) na capital maranhense.

Há quatro anos, ele candidatou-se pelo nanico PMN e, sem nenhum aliado poderoso, chegou ao segundo turno. Neste ano, terá como principal desafio não repetir a trajetória de 2016, quando acabou sendo derrotado por Holanda.

Na campanha, Braide adotou um perfil ameno, evitando enfrentamentos com os adversários e com o governador. Em entrevistas e debates, buscou elencar emendas que se reverteram em obras e equipamentos na capital maranhense.

Oponente de Braide no segundo turno, Duarte Júnior é advogado, foi aluno de Flávio Dino na universidade e entrou na política pelas mãos do governador. Nos últimos anos, ocupou a superintendência do Procon e a gestão do Viva Cidadão no governo estadual.

Filiado ao PCdoB entre 2015 e 2020, Duarte deixou o partido este ano após perder a disputa interna para o candidato Rubens Júnior. Filiou ao Republicanos, legenda do vice-governador Carlos Brandão.

Na campanha, Duarte foi atacado por outros candidatos da base por estar em um partido que nacionalmente apoia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Duarte, contudo, costuma afirmar que não tem nenhuma relação com o ideário defendido pelo presidente.

Na campanha, Duarte Júnior buscou diferenciar-se de Rubens Júnior e Neto Evangelista, que são filhos de políticos tradicionais do estado, e adotou o slogan "Filho do povo, igual a você".

A tendência é que, neste segundo turno, todos os candidatos da base de Flávio Dino derrotados no primeiro turno se unam em torno de Duarte. O governador, que preferiu ficar de fora da campanha em São Luís no primeiro turno, deve mergulhar de cabeça no apoio ao seu aliado.

Para unificar a base, contudo, o governador deverá atuar como uma espécie de bombeiro para curar as feridas de seus aliados, que trocaram farpas desde o período da pré-campanha. Esta foi marcada por uma série de disputas internas que resultou em uma fragmentação dos partidos da base.

Ler matéria completa