Bauru e grande região

Política

Novo decreto reduzirá capacidade nos supermercados de Bauru a 30%

Medidas, que também incluem a proibição da venda de bebidas alcoólicas após as 18h, passam a valer a partir de amanhã

01/04/2021 - 05h00

JuRehder

Novas medidas

A Prefeitura de Bauru vai publicar decreto, em edição extra do Diário Oficial nesta quinta-feira (1), com novas medidas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Elas começam a valer nesta sexta-feira (2) e vão até o dia 11 de abril. Uma das principais mudanças é em relação aos supermercados, que terão a capacidade máxima de lotação reduzida de 50% para 30%.

Em live realizada na noite desta quarta-feira (31), a prefeita Suéllen Rosim falou sobre as novas restrições, junto com o secretário de Saúde e vice-prefeito, Orlando Costa Dias; a diretora do Departamento de Urgência e Unidades de Pronto Atendimento (Duupa), Alana Trabulsi Burgo; e o diretor do Departamento de Saúde Coletiva (DSC), Ezequiel Santos.

Além da maior restrição na ocupação aos mercados, haverá proibição da venda de bebidas alcoólicas das 18h às 6h, em todos os dias da semana, e a redução do horário de funcionamento de vendas por drive thru até as 19h. "Entendemos que cada pessoa deve ter consciência e colaborar para evitar a propagação da Covid-19. Estamos em um momento crítico da pandemia, em que essas medidas se fazem necessárias", disse a prefeita.

Vale lembrar que, durante a fase emergencial, os serviços não essenciais seguem proibidos de atender presencialmente.

CONTRA AGLOMERAÇÃO

Outra ação que será tomada é o isolamento e fechamento do trânsito na área da Lagoa da Bela Olinda, que tem registrado alto movimento aos finais de semana. Os detalhes de como isso será feito não foram divulgados pela prefeitura na live de ontem.

A Polícia Militar (PM) e a Polícia Civil são parceiras da prefeitura para coibir e punir aglomerações, festas clandestinas e outras irregularidades.

O secretário Orlando Costa Dias reforçou a necessidade de que cada pessoa faça a sua parte. "Peço encarecidamente que todos evitem aglomerações e sair sem necessidade. E que usem máscara e álcool gel e lavem as mãos. Só assim vamos sair desta situação".

Alana Trabulsi Burgo falou sobre a ocupação da rede de urgência e emergência. "Os pacientes recebem todo o tratamento, seja no 'mini hospital' ou nas UPAs. Mas temos que entender a gravidade da situação e cada um fazer a sua parte".

CUIDADOS MANTIDOS

Já Ezequiel Santos lembrou que, mesmo já vacinadas, as pessoas devem seguir se protegendo. "Ao ir tomar a vacina, as pessoas devem continuar evitando aglomerações. Se a unidade de saúde estiver lotada, procure novamente em outro horário. Temos vacina suficiente para as faixas de idade que estão liberadas para tomar as doses. E, após receber a primeira e a segunda dose, a pessoa deve manter todos os cuidados, usar máscara, lavar as mãos e evitar aglomerações, seguir tudo o que é necessário até sairmos da pandemia".

FISCALIZAÇÃO

A Secretaria Municipal de Saúde segue com a fiscalização de estabelecimentos, assim como a Secretaria de Planejamento (Seplan) vistoria eventos e festas clandestinas, com o apoio da PM, Polícia Civil e Defesa Civil municipal. A PM também faz o controle de aglomerações em áreas públicas.

Ezequiel Santos, do Departamento de Saúde Coletiva, cita que as pessoas devem colaborar, denunciando irregularidades, mas de maneira consistente, pois cerca de 70% das queixas recebidas pelo município são improcedentes.

As denúncias devem ser feitas na Ouvidoria da Prefeitura de Bauru, pelo telefone (14) 3235-1156, que funciona todos os dias, das 8h até meia-noite, no site www.bauru.sp.gov.br/ouvidoria e no e-mail [email protected], para queixas sobre irregularidades em estabelecimentos e festas clandestinas.

As denúncias sobre aglomerações em vias públicas devem ser feitas para o 190 da Polícia Militar, que também recebe as reclamações de eventos e festas clandestinas.

Ler matéria completa