Bauru e grande região

Política

Em 3 meses, Ouvidoria registra 60% do total de queixas feitas ano passado

Variação do número de reclamações feitas à Prefeitura de Bauru tem relação com as mudanças de medidas restritivas

por Tânia Morbi

30/04/2021 - 05h00

Divulgação

Elson Reis é o responsável pela Ouvidoria da Prefeitura de Bauru

O número de reclamações relacionadas especificamente à Covid-19 registrado pela Ouvidoria da Prefeitura de Bauru nos três primeiros meses de 2021 chegaram a 60% de todas as reclamações recebidas em 10 meses de pandemia do ano passado. Apenas no primeiro trimestre deste ano foram registradas 6.258 denúncias enquanto entre os meses de março e dezembro de 2020 foram 10.502. A causa do aumento tem relação direta com as fases mais restritivas da doença, de acordo com o serviço municipal.

Segundo o responsável Elson dos Reis, em períodos de agravamento da doença e consequente reforço nas restrições a quantidade de denúncias aumenta e esse fato vem sendo registrado desde o início da pandemia.

"Quanto mais restritiva for a legislação naquele momento, existem mais coisas a serem descumpridas, consequentemente, mais as pessoas denunciam", afirmou. Segundo Elson Reis, nos primeiros meses da pandemia os números também foram mais altos que em outros períodos com menos restrições, e a variação para mais ou menos ocorreu durante todo ano.

O aumento das denúncias abrange o período em que Bauru, seguindo o Estado de São Paulo, retrocedeu à fase vermelha, mais restritiva do Plano São Paulo, a partir de 25 de janeiro, e permaneceu durante um mês na fase emergencial, que impôs ainda mais restrições.

Com as novas alterações, que flexibilizaram as medidas, o responsável pela Ouvidoria antecipa que a tendência de queda, que também foi registrada em 2020, já começa a ser percebida.

Enquanto no primeiro trimestre deste ano foram cerca de 70 reclamações por dia, a média caiu para cerca de 20 em abril.

Perfis

De acordo com a Ouvidoria, existem dois perfis diferentes de denúncias. As que ocorrem durante a semana estão relacionadas a estabelecimentos comerciais que descumprem horários, não controlam a entrada de clientes, não fornecem álcool gel, causam aglomeração, entre outros.

Nos finais de semana, as denúncias se referem em grande parte à realização de festas clandestina, reuniões familiares ou que causam aglomeração, mas também de bares, lanchonetes e restaurantes que permitiam, quando não podiam, o consumo no local.

Caminho

A Ouvidoria recebe denúncias de irregularidades de segunda a segunda, das 8h até meia-noite. Podem ser feitas denúncias pelo telefone (14) 3235-1156, no qual funciona o serviço de mensagens do WhatsApp. Ao fazer contato, o cidadão é direcionado a um link onde preenche um formulário que também está disponível no site da prefeitura (http://www.bauru.sp.gov.br/ouvidoria). Devem ser comunicados o local e o que está acontecendo.

As reclamações também ser enviadas pelo e-mail [email protected] Todos os serviços direcionam as denúncias para um email, que é reenviado pela Ouvidoria à Vigilância Sanitária.

Ler matéria completa