Bauru e grande região

Política

Polícia Federal intima líder indígena

Sônia Guajajara vai depor por declarações contra governo após denúncia da Funai

por FolhaPress

01/05/2021 - 05h00

Manaus - Provocada pela Funai, a Polícia Federal intimou a líder indígena Sônia Guajajara a prestar depoimento sob acusação de difamar o governo federal. A informação é da APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil).

Em nota, a organização, da qual Guajajara é uma das coordenadoras executivas, classificou a acusação de "ato de perseguição política e racista".

"O governo busca intimidar os povos indígenas em uma nítida tentativa de cercear nossa liberdade de expressão, a ferramenta mais importante para denunciar as violações de direitos humanos."

A acusação teria como base a web-série "Maracá", disponível no YouTube, que acusa o governo Jair Bolsonaro (sem partido) de promover uma política de extermínio contra os povos indígenas, por meio do desmatamento e do descontrole da epidemia de Covid-19.

"Recebemos essa intimação como mais uma comprovação de que este governo está atuando para deslegitimar a atuação das lideranças", afirmou Guajajara.

LIVE DO PRESIDENTE

Na quinta-feira (29), em sua live semanal, Bolsonaro errou ao afirmar que os indígenas waimiri-atroaris, na divisa entre Amazonas e Roraima, cobram pedágio na BR-174.

Na verdade, a estrada costuma ser fechada das 18h às 6h, com respaldo judicial, para diminuir o atropelamento de animais. Não há cobrança para atravessar o trecho.

Ler matéria completa