Bauru

Política

Ministério da Defesa insiste em encontro com TSE

General fica em silêncio em Comissão de Transparência Eleitoral

por FolhaPress

21/06/2022 - 05h00

Brasília - Apesar de o Ministério da Defesa insistir em uma reunião exclusiva com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para discutir as eleições, o representante das Forças Armadas na CTE (Comissão de Transparência Eleitoral), general Heber Portella, ficou calado e com a câmera desligada durante o encontro virtual do colegiado nesta segunda-feira (20).

A reportagem apurou com três pessoas que participaram da reunião que o general não apareceu em nenhum momento da reunião, mas havia o nome do usuário presente na sala virtual: "Forças Armadas".

A reunião foi a primeira conjunta entre a CTE e o OTE (Observatório de Transparência das Eleições), grupo formado por instituições da sociedade civil e públicas ligadas às áreas de tecnologia, direitos humanos, democracia e ciência política.

PEDIDO

Horas antes da reunião desta segunda, o ministro Paulo Sérgio reiterou um pedido de reunião exclusiva entre técnicos das Forças Armadas e do TSE.

Segundo o ministro, a reunião fora do CTE seria importante porque não há tempo suficiente nas reuniões do colegiado para discutir "aspectos técnicos complexos".

Fachin, no entanto, tem defendido que o foro adequado para as discussões é a Comissão de Transparência Eleitoral na qual Heber Portella tem cadeira, mas opta pelo silêncio.

Ler matéria completa

×