Bauru

Política

Tarcísio de Freitas diz que a geração de emprego deve ser meta no Estado

Pré-candidato a governador apoiado por Bolsonaro participou em Bauru de evento organizado pelo Grupo Pecuária Brasil (GPB)

por Tânia Morbi

23/06/2022 - 05h00

Fotos: Rafaela Monteiro

Pré-candidato a governador, Tarcísio de Freitas participou de evento na Assenag, ontem

O ex-ministro da Infraestrutura e pré-candidato a governador de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) foi recepcionado na sede da Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Bauru (Assenag), nesta quarta-feira (22), em um evento organizado pelo Grupo Pecuária Brasil (GPB), que reuniu pecuaristas, empresários e políticos.

O ex-ministro comentou sobre setores ações que, segundo julga, o próximo Governo do Estado terá que tomar para garantir o seu desenvolvimento, que são produção de energia, crédito, tributos, infraestrutura e capacitação profissional.

Afirmou que para definir, em uma palavra, o que seria um bom plano de governo usaria o emprego, já que sua possível candidatura estará centrada nas propostas para alavancar as opções de empregabilidade e geração de renda.

Para o pré-candidato, São Paulo é hoje um Estado rico economicamente, mas também em desigualdades, como consequência da atuação dos governos do PSDB. "A sociedade percebe uma incapacidade deste grupo de apresentar uma coisa nova. Vemos um Estado muito rico, porém desigual, e com muitas oportunidades por meio de incentivos regionais para promover o desenvolvimento de regiões que hoje estão deprimidas, que precisam ter acesso ao crédito, se industrializar e gerar emprego. Nosso foco é justamente nisso, o combate à desigualdades, criação de oportunidades", comentou.

ESTREITAMENTO

Sobre a definição do nome de um vice para sua potencial candidatura, o ex-ministro disse que todos os nomes ventilados até agora são positivos, mas a escolha deve ocorrer apenas próximo às convenções. "A definição depende de conversas finais de forças políticas. Existem grupos que estão fazendo gestos de aproximação e, a depender do grupo que se aproximar, a gente pode, eventualmente, compor e ter um vice de um novo partido que fizer parte da coligação. A escolha vai depender muito do estreitamento político na reta final", ressaltou.

Participaram do evento o ex-ministro do Meio Ambiente e pré-candidato a deputado federal Ricardo Salles (PL); os pré-candidatos a deputado estadual Lucas Zanatta (PL), Lucas Bove (PL) e Danilo Campetti (Republicanos).

O vice-prefeito Orlando Costa Dias representou a prefeita Suéllen Rosim (PSC), ao lado da mãe da prefeita, Lúcia Rosim. Da prefeitura também estava presente o secretário de Desenvolvimento Econômico, Nilson Ghirardello. O vereador Coronel Meira (União) também participou.

CELEIRO MUNDIAL

O evento teve o apoio do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Bauru (Codese). Seu presidente, Luiz Franzolin, entregou um documento que reúne as propostas e sugestões elencadas pela entidade para o desenvolvimento de Bauru.

Érika Maria Bannwart, que representou o Grupo Pecuária Brasil Rosa, confirmou que o encontro com Tarcísio também serviu para tornar público o apoio da entidade à sua candidatura e à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL). A entidade apresentou várias demandas ao ex-ministro. "Porque a gente vê que está sendo feita muita coisa para a nossa classe, que é a mais importante para trazer a segurança alimentar para o Brasil e para o mundo. O mundo foi surpreendido pela pandemia, depois a guerra, mas o Brasil está segurando a onda. Então, precisamos de segurança e a gente vê no Tarcísio de Freitas uma proposta que vai ao encontro as nossas", afirmou.

MEIO AMBIENTE

Também do GPB, Renato Lenharo frisou que eventos como este contribuem para mudar a imagem mal concebida do empresário do setor agrícola em relação ao meio ambiente. "O que a gente quer é que as pessoas da cidade entendam que quem preserva a natureza de verdade é o produtor rural. Os maiores interessados em preservar somos nós. Temos uma história de amor pela terra".

O presidente da Assenag, Aloísio Costa Sampaio, ressaltou que a entidade está aberta a receber representantes de todas as ideologias políticas, porque não mantém nenhum vínculo partidário. "Queremos propor ações, ouvir sobre planejamento urbano, questão ambiental. Sonhamos que o futuro governador, seja ele o Tarcísio ou outro, olhe para Bauru e região em termos de potencial logístico com investimento no aeroporto para termos um crescimento sustentável", garantiu.

Durante o evento, foi descerrada a placa que marca a homenagem de Profissional do Ano, concedida a Tarcísio de Freitas pela Assenag, no ano de 2020. Ele é engenheiro.

Ler matéria completa

×