Bauru e grande região

Regional

Alunos protestam, com passeata, contra fechamento de escola centenária em Jaú

Manifestação ocorreu em frente da Escola Major Prado na manhã dessa quinta (1)

02/10/2015 - 07h00

Jaunews
Estudantes levaram cartazes para protestar contra a possibilidade de fechamento da Major Prado

Um grupo de alunos protestou nessa quinta-feira (1) de manhã no Centro de Jaú  (47 quilômetros de Bauru), com passeata junto com professores, contra a possibilidade do fechamento da Escola Major Prado.  

O ato foi organizada pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) e saiu por volta de 9h da Escola Dr. Domingos de Magalhães. Os professores seguiram pela rua Lourenço Prado e uniram-se à caminhada dos estudantes da Escola Major Prado, que com faixas e cartazes concentrados em frente ao estabelecimento.

Alunos levavam faixas e cartazes, entre elas, a que dizia: “Contra o fechamento de escolas! Escola não é depósito de alunos”. Outra citava que “A aula hoje é na rua”.   

Processo de reorganização do governo do Estado prevê a unificação dos ciclos de ensino e disponibilização de prédios escolares para os municípios, alterando o cenário de diversas escolas, uma delas a Major Prado. Outro prédio escolar na região que poderá ser disponibilizado pelo Estado à prefeitura é o da escola Professora Antonieta Grassi Malatrasi, em Lençóis Paulista, que tem 350 alunos. Reunião entre a dirigente de ensino e prefeita Bel Lorenzetti (PSDB) foi agendada para esta sexta-feira (2). Também alunos e professores pretendem fazer manifestação em Lençóis Paulista hoje.

A reportagem apurou que também existem propostas em estudo para o fechamento da Escola Estadual Fanny Altafim Maciel, em Macatuba. O assunto foi alvo de debates na Câmara de Macatuba na última sessão. Anteontem, professores, pais e alunos da Escola Estadual Padre João Batista de Aquino, em Agudos (13 quilômetros de Bauru), fizeram protesto contra o suposto fechamento da unidade escolar no final do ano.  

Em artigo publicado na página da Secretaria Estadual de Educação, o secretário da pasta, Herman Voorwald, revela que o novo modelo de escola pública, com concentração, em uma mesma unidade, de alunos da mesma faixa etária, melhora o ambiente de aprendizagem. Segundo ele, estudos indicam que as escolas de ciclo único têm resultado 10% superior às unidades de três segmentos. O secretário ressalta ainda que as mudanças garantirão um deslocamento máximo de 1,5 quilômetro aos alunos e funcionários.