Bauru e grande região

Regional

Lençóis aposta em um aplicativo para combater o Aedes aegypti

‘O Fim da Picada’ permite que moradores denunciem criadouros do mosquito, transmissor de doenças como dengue, zika, chikungnya, entre outras

por Lilian Grasiela

18/02/2017 - 07h00

Divulgação
Marcelo Ranzani e Alexandre Naime Barbosa durante lançamento do aplicativo ‘O Fim da Picada’ em Lençóis

A Diretoria de Saúde de Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru) anunciou nesta semana uma série de ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Entre as novidades, está o aplicativo para celular “O Fim da Picada”, que permite que moradores ajudem o poder público denunciando possíveis criadouros espalhados pela cidade.

O aplicativo, que também reúne informações corretas sobre as doenças, está disponível para sistemas iOS e Android e pode ser baixado gratuitamente tanto na Apple Store quanto na Google Store. Segundo o diretor de Saúde Marcelo Ranzani, trata-se de uma importante ferramente na luta contra a proliferação do mosquito.

“Lençóis teve uma redução importante nos casos de dengue entre 2015 e 2016 e, no ano de 2017, a gente tem algumas notificações, mas ainda não tem nenhum caso confirmado de dengue”, diz. “Mas como estamos em um ano propício para a proliferação do mosquito, a possibilidade de termos casos é grande até porque cidades ao redor, como Bauru, têm casos e o fluxo de pessoas que circulam entre as duas cidades é grande”.

O diretor ressalta que as ações de combate ao Aedes aegypti em Lençóis Paulista incluem, ainda, a busca por focos do mosquito nos imóveis, que é feita por agentes comunitários de saúde, os bloqueios e nebulizações e as ações de conscientização, como o projeto 10 Minutos Contra a Dengue, que consiste na distribuição de checklists mensais para a verificação de possíveis criadouros.

SOLDADO

O professor doutor Alexandre Naime Barbosa, responsável pelo conteúdo do aplicativo, falou sobre sua multifuncionalidade. “A pessoa tira uma foto e já manda para a diretoria de saúde através do aplicativo e, assim, ela vai ajudar a evitar uma proliferação do mosquito e das doenças que ele transmite”, diz. “O cidadão pode se tornar mais um soldado, mais um agente na luta contra o Aedes, porque só assim vamos conseguir enfrentar esse problema”.

“O Fim da Picada” foi desenvolvido pela empresa Está na Mão Aplicativos. Um recurso importante do aplicativo é o Push, que permite que a Diretoria de Saúde de Lençóis Paulista envie notificações direto na tela do celular do munícipe. O programa possibilita, por exemplo, que a prefeitura avise sobre o registro de casos positivos de doenças causadas pelo Aedes aegypti em determinado bairro para que os moradores fiquem informados.

Aplicativo

Quando o cidadão baixar o aplicativo “O Fim da Picada”, vai encontrar as seções: Denuncie aqui (que permite o envio de foto de criadouros), O Aedes e Suas Doenças (informações sobre cada uma das doenças transmitidas pelo mosquito), E Agora Doutor? O que eu Faço? Postos de Atendimento (endereços e telefones de todos os postos de saúde da cidade), Mitos e Verdades, Como combater o Aedes, Estatísticas (dados atuais sobre casos suspeitos, negativos e positivos de dengue), Saiba Mais e o Envie Dúvidas.