Bauru e grande região

Regional

Mesmo com repasse, médicos de hospital ficam sem salários em Duartina

Pelo menos 6 profissionais continuam sem receber; entidade alega que subvenções são insuficientes para cobrir gastos com folha

por Lilian Grasiela

28/12/2017 - 07h00

Aceituno Jr.
Prefeito Juninho Aderaldo alega que fez repasse para pagameno

Mesmo com o repasse da subvenção mensal devida pela Prefeitura de Duartina (38 quilômetros de Bauru), que foi feito na terça-feira (26), à Santa Casa (Hospital Santa Luzia) não conseguiu pagar os salários de todos os profissionais da entidade. Pelo menos seis médicos continuam sem receber e, segundo a Provedoria, os pagamentos só devem ocorrer em janeiro.

O hospital recebeu no dia 20 os R$ 31 mil da Prefeitura de Duartina para depositar o INSS dos funcionários e, no dia 26, mais R$ 124 mil para pagar salários de médicos plantonistas.

O prefeito Juninho Aderaldo (PPS) alega que a entidade também deveria ter pago três especialistas - um oftalmologista, um cardiologista e um ortopedista -, o que não ocorreu.

"Eles já falaram para nossa Diretora de Saúde que, se eles não receberem, não vão vir trabalhar", diz. "E a população de Duartina não pode ser prejudicada em hipótese alguma".

O provedor do hospital, Valdir Maximino, conta que, além dos três médicos especialistas, não conseguiu pagar dois cirurgiões e um anestesista que atendem na maternidade.

"Com esse dinheiro não dá para pagar todo mundo", afirma. "Só na maternidade, são R$ 30 mil. Eu não tenho dinheiro para pagar. As subvenções não estão cobrindo as contas".

Segundo o provedor, os salários restantes, assim como o 13º de todos os funcionários, só serão pagos em janeiro.