Bauru e grande região

Regional

Sem-terra desocupam fazenda em Duartina

Polícia Militar aguardou até o fim da tarde para que ordem de reintegração de posse fosse cumprida; grupo do MST saiu pacificamente de propriedade

22/03/2018 - 23h00

No fim da tarde de ontem, integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) deixaram de forma pacífica a Fazenda Esmeralda, em Duartina (38 quilômetros de Bauru), que pertencente ao coronel João Baptista Lima, amigo do presidente Michel Temer (MDB), e à Argeplan Engenharia, da qual o coronel é sócio.

A Polícia Militar (PM) iniciou o cumprimento da ordem de reintegração pela manhã. Por volta das 17h, as famílias deixaram a propriedade em cinco ônibus e pelo menos quinze carros.

O advogado dos donos da fazenda, Sylvio Clemente Carloni, conta que vistoria preliminar apontou o corte de eucaliptos, pichações, arrombamentos de portas e tombamento de tanques de água em duas estradas internas para a interdição das vias.

Conforme divulgado pelo JC, cerca de 350 sem-terras ocuparam a fazendo no último dia 7 durante a Jornada Nacional de Luta das Mulheres Sem Terra.

"Esta é a terceira vez que o MST ocupa a Fazenda Esmeralda, denunciando a ilegitimidade do governo golpista de Temer e nos posicionando contra a sua agenda de retrocessos para a classe trabalhadora", disse a dirigente do MST, Joana Costa, na ocasião.

Os sem-terra afirmam que a propriedade faz parte de esquema de corrupção. Lima é um dos principais personagens da delação da JBS e foi apontado nos depoimentos como destinatário de propina enviada pela empresa ao presidente na eleição de 2014.