Bauru e grande região

Regional

Operação prende acusado de controlar tráfico no Jd. Ibaté

Polícia Civil diz que tentava provas para prisão dele há sete anos

por Marcele Tonelli e Bruno Freitas

09/08/2018 - 13h10

Polícia Civil/Divulgação
Motocicleta CDR600 foi apreendida pelas Polícias Civil e Militar

Lancha e veículo Pajero também foram apreendidos

Uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar terminou nesta quinta-feira (9) com duas pessoas presas em Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru). Entre os detidos está um homem de 35 anos, acusado de controlar o tráfico de drogas no Jardim Ibaté. 

Além de A.L.S., foi preso ainda um segundo homem também acusado por tráfico, W.D.R., de 25 anos, no bairro Vila da Prata. Apenas as inicias dos nomes foram divulgados pela polícia.

A operação, que contou com apoio da Força Tática da Polícia Militar (PM) da cidade e do Canil da PM de Bauru, teve início por volta das 6h.

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, visando a luta contra o tráfico.

A.L.S. foi detido em sua casa, na Vila Ibaté. No imóvel, os policiais encontraram 312 pinos de cocaína, 52 gramas de pasta base, uma porção bruta de 28 gramas de cocaína, uma pedra com 51 gramas de crack, uma balança de precisão e R$ 150, 00.

Foram apreendidos no local, uma Mitsubish/Pajero, uma moto CDR600, além de uma lancha, um reboque e um motor de 120HP, avaliados em R$ 40 mil. 

"Ele vinha se enriquecendo ilicitamente, controlava o tráfico no Ibaté, distribuía drogas para menores venderem. Há 7 anos tentávamos prendê-lo, mas ele não guardava droga na casa. Desta vez, conseguimos pegá-lo", detalha o delegado Marcos Jefferson da Silva.

Detido, o acusado responderá por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. 

MAIS

Durante a mesma operação, mas no bairro Vila da Prata, a polícia prendeu ainda W.D.R. que guardava em casa 14 papelotes de crack e mais 25 pedras da mesma droga.

"Ele assumiu a propriedade e também foi preso por tráfico", comenta o delegado.

Polícia Civil/Divulgação
Drogas apreendidas nas residências dos acusados de tráfico em Lençóis