Bauru e grande região

Regional

Macaco-prego é resgatado pela GCM de Botucatu

08/10/2018 - 21h40

GCM Botucatu/Divulgação
Macaco-prego foi resgatado com ferimentos no Parque dos Pinheiros, em Botucatu

Uma macaco-prego, que foi visto circulando por bairros de Botucatu (96 quilômetros de Bauru), no último mês, foi resgatado na tarde desta segunda-feira (8), no Parque dos Pinheiros, com alguns ferimentos.

Segundo informação publicada pelo vereador Abelardo em sua página no Facebook e depois confirmada pela GCM ao site Acontece Botucatu, o animal estava bem debilitado e foi encontrado na rua José Benedito Teixeira de Barros. Ele aparentava estar com o lado direito do corpo paralisado.

As hipóteses que estão sendo consideradas é de que o macaco possa ter levado um choque na rede elétrica e depois caído ao solo ou que tenha sido atropelado na rodovia Marechal Rondon.

Acontece Botucatu/Reprodução
No momento do resgate, o animal parecia estar com metade do corpo paralisada

O animal foi levado ao Cempas da Unesp, onde uma equipe já esperava para os primeiros procedimentos.

Ele foi resgatado pelos Guardas inspetor Carlos e GCM Lazarini, após chamado de vários moradores que encontraram o bugio se arrastando no solo.

“Segundo especialistas, o bugio não é uma espécie comum na nossa região. Ele estava mal, mas não aparentava nenhuma lesão. Apenas o lado direito do corpo bem debilitado. Imediatamente, o levamos para o Cempas, avisamos sobre o caso, e lá tinha uma equipe pronta para atendê-lo”, disse o Inspetor Carlos ao site Acontece Botucatu.

O animal já havia sido visto em vários bairros da cidade nos últimos 30 dias e foi flagrado no último sábado (6) “passeando” em ruas do bairro Convívio. "Chico", como foi apelidado, surgiu inicialmente na Vila Aparecida, onde ia se alimentar na casa de uma moradora.

No dia 4 de setembro, o macaco apareceu na Praça Dom Pedro I, um dos pontos mais movimentados da Vila Antártica.

A unidade Ambiental da Guarda Municipal chegou a ser chamada, mas, após diversas tentativas de resgate, a operação terminou sem sucesso.