Bauru e grande região

Regional

Polícia Rodoviária apreende R$ 17 milhões em pasta base de cocaína

A droga, no total de meia tonelada, estava escondida no fundo falso de um caminhão abordado na Rodovia Marechal Rondon, em Lençóis Paulista

por Lilian Grasiela e Heitor Carvalho

07/12/2018 - 09h30

Fotos: Polícia Rodoviária/Divulgação
Os 500 tabletes de pasta base de cocaína estavam escondidos no fundo falso de um caminhão; droga foi incinerada durante a tarde no forno de uma empresa em Bauru

Lençóis Paulista - Equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR) apreendeu no início da madrugada desta sexta-feira (7), em Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru), mais de meia tonelada de pasta base de cocaína escondida no fundo falso de um caminhão com placas de Curitiba, no Paraná. O valor da droga no varejo foi estimado em cerca de R$ 17 milhões pela Polícia Militar Rodoviária.

Compradores usam marca para identificar a droga

O veículo foi abordado durante fiscalização de combate ao tráfico de drogas, por volta das 2h, na altura do quilômetro 302 da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), sentido Interior-Capital. De acordo com os policiais rodoviários, o motorista I.B.S. apresentou diferentes versões ao ser questionado sobre a entrega da carga anterior e razões de estar retornando vazio para a Capital.

Diante das contradições, a equipe decidiu fazer uma vistoria no caminhão e, na longarina (estrutura principal de sustentação do chassi), localizou fundo falso no formato de gaveta contendo dezenas de tabletes de pasta base de cocaína. Para terem acesso a todo o entorpecente, os policiais tiveram que escoltar o veículo até a base da Polícia Rodoviária de Bauru.

No local, foi solicitado o apoio do Corpo de Bombeiros, que utilizou caminhão autobomba e, através de ferramentas, conseguiu cortar as soldas e "puxar" o compartimento falso com um guincho. Na gaveta, havia 500 tabletes da droga, que totalizaram 535 quilos. A ocorrência foi apresentada na Delegacia da Polícia Federal (PF) em Bauru e o motorista foi autuado em flagrante por tráfico. À tarde, o entorpecente foi incinerado no forno de uma empresa em Bauru.

'MARCA'

O valor da pasta base de cocaína em sua forma bruta foi calculado pela PF em cerca de R$ 10,7 milhões (R$ 20 mil o quilo). Em cada um dos tabletes, havia adesivo com o escudo do time de futebol Real Madrid "destruindo" o símbolo do time do Barcelona. "É uma forma de identificação da droga para a quadrilha", explica a delegada Karen Cristina Dunder, chefe da PF em Bauru. "Às vezes vem em consórcio e, às vezes, vai para um depósito utilizado por várias quadrilhas. É uma 'marca'".

Samantha Ciuffa
Droga foi incinerada durante a tarde no forno de uma empresa em Bauru