Bauru e grande região

Regional

Região de Jaú tem duas tentativas de homicídio no último domingo

Em Bocaina, uma mulher levou um tiro; em Dois Córregos, homem foi agredido

por Lilian Grasiela

21/05/2019 - 07h00

Neste domingo (19), em um intervalo de quatro horas, duas pessoas foram vítimas de tentativas de homicídio na região de Jaú. Em Bocaina (69 quilômetros de Bauru), uma mulher de 30 anos foi alvo de disparos de arma de fogo. Em Dois Córregos (73 quilômetros de Bauru), um homem de 27 anos foi agredido por dois suspeitos, tio e sobrinho, que estão presos.

A primeira ocorrência foi registrada por volta das 17h30, na avenida Duartina, no Jardim Residencial Bela Vista, em Dois Córregos. Segundo o registro policial, os suspeitos M.A.A.S.S., 19 anos, e R.A.S., 38 anos, compraram um celular da vítima e, em razão de divergências relacionadas ao valor do aparelho, passaram a discutir com ela em um bar.

Durante a discussão, de acordo com a polícia, sobrinho e tio passaram a agredir o jovem com uma cadeira de madeira, chutes e socos. Ele foi socorrido em estado grave, com lesões na cabeça, no rosto e no corpo, fratura no braço esquerdo e suspeita de traumatismo craniano, e levado ao Pronto-Socorro (PS) da cidade, onde permaneceu internado.

R.A.S., que havia sido beneficiado com a saída temporária do Dia das Mães, e M.A.A.S.S., que não tinha passagens pela polícia, foram presos pela PM e levados ao plantão policial de Jaú. Eles negaram o crime, mas foram autuados em flagrante pelo delegado plantonista por tentativa de homicídio. O aparelho celular, pivô do crime, foi apreendido.

BALEADA

Em Bocaina, por volta das 21h, uma mulher de 30 anos foi atingida por disparos de arma de fogo quando entrava em sua casa, no Jardim Nova Bocaina, após retornar de um culto religioso. Segundo o delegado Gustavo Alonso Garmes, os tiros acertaram a perna da vítima, que foi socorrida pelo Samu e conduzida ao Pronto-Socorro (PS) da cidade.

O autor do crime, que estaria em uma motocicleta, fugiu sem ser identificado. Em razão da gravidade dos ferimentos, a mulher foi transferida para a Santa Casa de Jaú, onde permanecia internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado estável, até o fechamento desta edição.

Ainda de acordo com o delegado, o ex-marido da vítima, com quem ela disputa na justiça a guarda da filha de sete anos, chegou a ser ouvido no plantão policial, mas negou participação no crime e acabou liberado. O caso segue sob investigação e, até o fim da noite, ninguém havia sido preso.