Bauru e grande região

Regional

Bando rouba R$ 500 mil em defensivos

Quadrilha rendeu caseiro de um clube e entrou na empresa agrícola após romper alambrado e fazer buraco na parede

por Lilian Grasiela

04/09/2019 - 06h00

Fotos: Aceituno Jr.

Após fazer buraco na parede, quadrilha teve acesso a depósito

Santa Cruz do Rio Pardo - Assaltantes encapuzados e fortemente armados mantiveram três pessoas reféns no fim da noite desta segunda-feira (2), invadiram uma empresa que fica às margens da rodovia Engenheiro João Baptista Cabral Rennó (SP-225), no quilômetro 319, no trecho urbano de Santa Cruz do Rio Pardo (90 quilômetros de Bauru), e fugiram levando defensivos agrícolas avaliados em cerca de R$ 500 mil.

De acordo com a Polícia Civil, pelo menos seis homens portando armas longas e curtas entraram em um clube de lazer vizinho à empresa por volta das 22h, renderam o caseiro do local, a mulher e o filho dele e mantiveram os três reféns em uma sala, sob a mira de armas, até por volta das 4h desta terça-feira (3).

Após romper o alambrado que separa o clube da empresa, a quadrilha fez um buraco na parede do barracão e teve acesso ao interior do prédio. Do local, segundo a polícia, foram levados 200 baldes de 20 litros e uma quantia não revelada de galões de cinco litros de um defensivo utilizado nas culturas de soja e milho.

O prejuízo foi estimado em aproximadamente R$ 500 mil. Para transportar os produtos, os criminosos usaram um caminhão. O carro do caseiro também foi levado, mas acabou recuperado. Ainda de acordo com a Polícia Civil, a empresa não conta com sistema de monitoramento e nem vigilantes. Até o fechamento desta edição, o caso seguia sob investigação e nenhum suspeito havia sido identificado.

Crime semelhante

No dia 22 de junho, uma quadrilha invadiu uma empresa agropecuária em Dois Córregos (73 quilômetros de Bauru) e furtou dezenas de defensivos agrícolas avaliados em cerca de R$ 470 mil. Os criminosos tiveram acesso ao barracão por um terreno ao lado e conseguiram entrar no local após removerem algumas telhas e danificarem o forro. Já dentro do imóvel, bloquearam os sensores de presença do circuito de segurança, quebraram uma câmera e invadiram o depósito, de onde furtaram dezenas de frascos de defensivos agrícolas de várias marcas. Para retirar os produtos da empresa e carregar até o terreno ao lado, fizeram um buraco no muro. O caso segue sob investigação.

Ler matéria completa