Bauru e grande região

Regional

Confusão generalizada acaba com um morto e três feridos em Jaú

Um adolescente de 15 anos morreu esfaqueado no tórax e mais três pessoas ficaram feridas gravemente

29/09/2019 - 04h34

Jaú - Um adolescente de 15 anos morreu esfaqueado no tórax, em uma briga generalizada em que mais três pessoas ficaram feridas gravemente, em Jaú (47 quilômetros de Bauru). O desentendimento, registrado na madrugada deste sábado (28), na avenida Julinho de Carvalho, na região do Jardim Bela Vista, foi decorrente de um atropelamento que, por sua vez, resultou em confusão, dispersada com a chegada da Polícia Militar (PM).

As circunstâncias do acidente de trânsito, quem era o condutor no momento da ocorrência e seus desdobramentos estão sob investigação da Polícia Civil. Todos os feridos foram encaminhados para a Santa Casa de Jaú pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Quando a PM chegou ao local da ocorrência, encontrou a vítima fatal, Luiz Fernando Rodrigues Júnior, já caída com a barriga para cima.

Próximo a ele estava Cleyton Manoel, de 24 anos, ferido na cabeça, na face e inconsciente. Ao lado, outro homem, Carlos Henrique de Oliveira, de 29 anos, golpeado por faca na perna. O quarto ferido, Verci de Oliveira, de 53 anos, estava do outro lado da via, próximo ao Rio Jaú, com machucados na face, na cabeça, com sangramento na boca e nariz, e inconsciente.

Ele teria sido atingido por um bloco de concreto após agredir outras vítimas com faca depois de ter sido cercado por elas. Foi internado em estado muito grave na Santa Casa de Jaú e corre risco de morte.

Verci estava no Gol de placas CJO 8694, de Bariri, que atropelou Cleyton Manoel e não parou para prestar socorro, segundo o boletim de ocorrência. De acordo com o documento baseado no relato de testemunhas, um motociclista seguiu o veículo e exigiu que o motorista voltasse.

No retorno, Verci e seu filho Carlos Henrique desembarcaram do carro e foram cercados por populares. Neste momento, Verci sacou a faca e golpeou as pessoas no entorno. Entre os feridos, o próprio filho. Na sequência, passou a ser agredido, de acordo com informações à Polícia Civil.

O caso foi apresentado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Jaú e o boletim de ocorrência (BO) foi registrado como homicídio simples e lesão corporal.

Ler matéria completa