Bauru e grande região

 
Regional

Mantida pena de réu que ateou fogo em amante

Segundo os autos, acusado pretendia acobertar relacionamento homossexual

27/06/2020 - 05h00

Lençóis Paulista - A 6ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) manteve condenação de réu acusado de homicídio em Lençóis Paulista (43 quilômetros de Bauru) após atear fogo em amigo com intuito de acobertar relacionamento homossexual que havia entre eles. Em julgamento de votação unânime, a pena foi arbitrada em 22 anos de prisão, em regime fechado.

De acordo com os autos, o réu estava em vias de se casar com a namorada e tinha receio de que a vítima revelasse o que acontecia entre os dois. Conduzindo uma motocicleta, levou o amante para fora da cidade e ateou fogo na vítima ainda viva, após pisar em seu pescoço. O relator, desembargador Lauro Mens de Mello, descreveu o caso como "crime que gerou grave repercussão social, causa de choque e clamor na sociedade ordeira de Lençóis Paulista.."

Ler matéria completa